Greenpeace incentiva a sustentabilidade em favelas cariocas

Greenpeace incentiva a sustentabilidade em favelas cariocas

No ano passado, grupos de voluntários da ONG Greenpeace tomaram uma atitude para promover a sustentabilidade em comunidade carente. Instalaram painéis solares no Morro dos Macacos –localizado no bairro de Vila Isabel, no Rio de Janeiro.

Dar dignidade às pessoas que vivem como se estivessem um século atrás. Viver sem saneamento básico e sem eletricidade não deveria ser comum em uma das maiores capitais de um dos maiores países do mundo, sétima potência econômica mundial.

Rio de Janeiro, é a cidade maravilhosa ainda que com tantos problemas sociais para serem resolvidos.

Porém, aos olhos de quem se encanta com a beleza natural da cidade, ver lixo jogado em todo canto de toda favela, juntamente com o esgoto que corre a céu aberto onde crianças brincam de soltar as pipas que se encostam em redes elétricas, digamos, "gatos", perigosos e atrasados, realmente é de tirar a alegria de qualquer um.

O projeto Sol no Morro visa garantir a viabilidade da geração de energia solar, além envolver os moradores das comunidades na questão da sustentabilidade. No último sábado, 28, um grupo de voluntários do Greenpeace no Rio de Janeiro, em articulação com outras organizações e associações comunitárias, lançaram o Projeto Quilombo Solar, que instalou paineis solares e treinou mais de 20 jovens no Quilombo do Grotão, em Niterói.

A iniciativa ajudará a trazer a dignidade e o valor à vida que o povo brasileiro merece. Esperamos que o projeto permaneça e se desenvolva em outros lugares do país.

Veja o vídeo abaixo para conhecer melhor o projeto.

Fonte foto: wikimapia.org