Plano Energia Limpa é revogado por Trump

  • atualizado: 
Donald Trump

Mais uma promessa de campanha de Donald Trump se cumpre contra o meio ambiente. Hoje, o presidente dos Estados Unidos deve assinar uma ordem do executivo que libera a produção de petróleo, carvão e gás natural no país.

Na prática, esse ato abre as brechas estabelecidas pelo Plano Energia Limpa, que foi adotado durante o governo de seu antecessor, Barack Obama, antes mesmo de o Acordo de Paris ser firmado, em 2015.

De acordo com a EBC, a Ordem Executiva da Independência Energética de Trump revoga dois dispositivos do texto legal do Plano Energia Limpa, permitindo que as agências federais e estaduais revoguem regras impeditivas da produção e o uso de recursos, incluindo a energia nuclear.

A justificativa de Trump para acabar com o plano energético dos EUA é a criação de empregos para o país.

Promessa de campanha

Desde a época da campanha, Donald Trump já havia prometido acabar com o plano energético. Ele disse também que iria retirar o país do acordo do clima, porque na visão dele as mudanças climáticas são um embuste. Trump acredita que liberar a produção vai gerar mais empregos para o país. O Observador informa que a Casa Branca explicou aos jornalistas que o objetivo de Trump é “recuperar a independência energética” dos EUA e abandonar “políticas que ponham a economia em risco”, como a da “guerra contra o carvão”.

Isso porque Trump considera que essa regulação prejudicou a indústria do país e, consequentemente, a economia. O presidente estaodunidense se comprometeu com os trabalhadores da indústria do carvão durante a sua campanha eleitoral e vai honrar a sua promessa, segundo esclarece um assessor de política ambiental da gestão Trump.

Um dos problemas da ordem executiva é colocar em risco os compromissos assumidos pelos EUA na defesa ambiental, como o Acordo de Paris, podendo desencadear a saída de muitos outros países do acordo, comprometendo, inclusive, o próprio acordo.

Como o objetivo de Trump é impulsionar a produção de energia por combustíveis fósseis nos EUA, a revisão do Plano de Energia Limpa tornou-se prioridade do atual governo, cujo líder já afirmou ser o aquecimento global uma "farsa inventada pelos chineses", de acordo com a Folha de S. Paulo.

Especialmente indicado para você:

POR QUE O DISCURSO DE TRUMP ASSUSTA OS AMBIENTALISTAS?

AMBIENTALISTAS ESPERAM QUE TRUMP NÃO CUMPRA PROMESSAS DE CAMPANHA

ONU FELICITA TRUMP POR VITÓRIA E PEDE COLABORAÇÃO NA LUTA CLIMÁTICA