Avião solar realiza voo do Havaí à Califórnia

avião_solar

Um avião solar atravessou o oceano Pacífico, saindo do Havaí e pousando na Califórnia. A cena, que parece de um filme de ficção científica, aconteceu ontem (24), nos Estados Unidos.

O avião Impulse 2 é uma aeronave movida exclusivamente com energia solar e realizou essa viagem considerada como a etapa mais perigosa da volta ao mundo.

O Impulse 2 foi pilotado por Bertrand Piccard, um dos seus criadores, e percorreu 4.528 quilômetros durante três dias e três noites.

A rota percorrida pelo avião é considerada muito perigosa porque não existem pontos de pouso, em caso de emergência. O projeto da aeronave foi iniciado em 2015 junto com outro criador, André Broschberg.

O voo, que saiu do Japão, agora prosseguirá até Nova York, de onde seguirá para a Europa, norte da África e Emirados Árabes, país onde teve início a viagem, em março de 2015.

A aeronave permaneceu durante 300 dias no Havaí, após ter saído do Japão, para solucionar alguns problemas ocorridos durante o voo. O trajeto entre Nagoia e a ilha estadounidense foi realizado em cinco dias e cinco noites e, devido às condições atmosféricas, as baterias do avião foram danificadas. No Havaí, a equipe envolvida no projeto aproveitou para incorporar novas tecnologias à aeronave e realizar novos testes.

O objetivo do projeto é mostrar a viabilidade e a potencialidade das energias renováveis e convencer o mundo todo a adotar soluções que preservem o meio ambiente.

Leia também:

setaA ENERGIA SOLAR É O FUTURO

setaALUNOS BRASILEIROS CRIAM CARRO BARATO E MOVIDO À ENERGIA SOLAR

 Fonte foto: diariodigital