Petrobras anuncia produção de biodiesel feito de óleo de peixe

Petrobras anuncia produção de biodiesel feito de óleo de peixe

Na contramão dos problemas que a Petrobras atravessa, a empresa continua batendo recordes de extração de petróleo e também foca em outras formas de desenvolver combustível, algo fundamental para o meio ambiente que não suporta tantos gases nocivos à atmosfera, gerados pela queima de combustíveis fósseis. A novidade agora é a produção de biodiesel a partir do óleo de peixe. Em nota divulgada, a estatal informou que a produção do biodiesel de óleo de peixe irá beneficiar, a princípio, 300 piscicultores cearenses ao garantir a compra de 15 toneladas de resíduos de gordura de peixe todos os meses.

Mas antes de continuarmos, você sabe o que é biodiesel? Trata-se de combustível formado por ésteres de ácidos graxos, ésteres alquila (metila, etila ou propila) de ácidos carboxílicos de cadeia longa. É um combustível renovável e biodegradável, obtido comumente a partir da reação química de lipídios, óleos ou gorduras, de origem animal ou vegetal, com um álcool na presença de um catalisador (reação conhecida como transesterificação). Pode ser obtido também pelos processos de craqueamento e esterificação.

Segundo a Petrobras a produção do biodiesel ocorrerá pela Petrobras Biocombustíveis na Usina de Quixadá, localizada no Ceará. A matéria-prima essencial do combustível será o óleo extraído das vísceras de peixe de nome OGR, sigla para óleos e gorduras residuais de peixe. Em dezembro de 2014 a companhia recebeu 4,5 toneladas do produto para a criação de biodiesel.

Este volume é devido ao contrato firmado com a Cooperativa dos Produtores do Curupati, no município de Jaguaribara no centro-sul do Ceará. Na data de 18 de dezembro último, foi assinado convênio com a Secretaria da Pesca e Agricultura do Ceará para assistência técnica aos piscultores dos açudes do Castanhão e de Orós.

A intenção do projeto é alcançar 300 piscicultores, metade de todos os profissionais da região, o Castanhão, que tem áreas produtivas nos municípios de Jaguaribara, Jaguaretama e Alto Santo; e o Orós, nos municípios de Orós e Quixelô, ambos na bacia hidrográfica do Rio Jaguaribe até o final do ano.

Além de gerar trabalho e valor de mercado, as ações da Petrobras estão conectadas com o Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel, necessário para conseguir o Selo Combustível Social do Ministério do Desenvolvimento Agrário. E também uma parceria da estatal com o Ministério da Pesca e Aquicultura, da Secretaria da Pesca e Aquicultura do Estado do Ceará, da Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), do Núcleo Tecnológico da Universidade do Ceará, do Banco do Nordeste, do Banco do Brasil, do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs) e das prefeituras de Jaguaribara e de Orós.

Leia também: Bioenergia para a crise energética e para o bem do meio ambiente...bastaria investir

Fonte foto: freeimages.com