Animais de estimação poderão entrar nos hospitais do Rio de Janeiro para visitar os pacientes!

  • atualizado: 
Animais de estimação nos hospitais

Uma Lei de autoria do vereador e presidente da Comissão de Defesa dos Animais, Luiz Carlos Ramos Filho, foi aprovada pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro, essa semana, e permite a entrada de animais domésticos e de estimação em hospitais dessa cidade. 

Os animais de estimação poderão entrar no hospital desde que respeitadas as condições de higiene e que possam estar em contato com o ser humano sem riscos à saúde.

Essa lei abrange os hospitais privados e públicos da cidade do Rio de Janeiro. Os animais poderão entrar e permanecer nas unidades de saúde com período pré-determinado, e respeitando os critérios definidos pelos hospitais.

O texto da Lei texto da Lei diz que todos os tipos de animais que possam estar em contato com os humanos, sem implicar em riscos e perigo, além dos que fazem parte da terapia assistida de animais (TAA), são considerados animais de estimação, tais como: chinchilas, tartarugas, hamsters, cães, gatos e coelhos.

Outras espécies será necessário passar pela análise e avaliação do médico responsável pelo paciente, que de acordo com o quadro clínico do doente, dará o não permissão para o animal visitá-lo.

Quais são as regras

Algumas regras para o animal poder entrar no hospital são:

  • Os animais de estimação deverão estar com a vacinação em dia, higienizados devidamente e possuir um laudo veterinário, atestando boa saúde.
  • Além disso, para o animal entrar no hospital terá que ter autorização da comissão de infectologia do hospital.
  • Outra condição pré-estabelecida para o animal entrar no ambiente hospitalar é que ele esteja dentro da caixa de transporte, os cães deverão estar com guias nas coleiras e, caso seja se necessário, enforcador e focinheira.
  • Os hospitais criarão normas e procedimentos próprios para organizar o tempo e o local de permanência dos animais para visitação dos pacientes internados.
  • A presença do animal será permitida conforme critério do médico responsável pelo paciente.
  • As visitas dos animais deverão ser agendadas previamente na administração do hospital, respeitando a solicitação do médico.
  • O local do ambiente hospitalar para o paciente receber a visita do animal será determinado pelos médico e administração do hospital.
  • A entrada de animais nos hospitais deverá atender as regras estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde.
 

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro  apoia a visitação de animais domésticos e de estimação aos pacientes internados, por concordar e reconhecer os benefícios para a saúde, tais como: redução do estresse e ansiedade, redução da dor e sofrimento resultantes da internação hospitalar.

Vejam o vídeo com a notícia:

Essa medida e outras iniciativas que já existem, como os Doutores da Alegria e Área Verde no ambiente hospitalar contribuem para acelerar a cura do paciente, pois, além do tratamento médico, o doente necessita de afeto, felicidade, beleza e mais vida à sua volta e isso pode operar milagres para ele, ajudando em sua recuperação.

Talvez te interesse ler também:

PET TERAPIA: QUANDO OS CÃES SÃO OS "DOUTORES" DO CONSULTÓRIO

PET TERAPIA EM PSIQUIATRIA PARA AJUDAR OS PACIENTES

LAMBIDA DE CACHORRO FAZ MAL À SAÚDE?

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!