Olimpíadas no Rio: chega de violência contra crianças (Petição)

Petição Testemunhas nao Cúmplices

Mortas ou desaparecidas pela própria polícia para “limpar” as ruas cariocas em vista da 31ª edição dos Jogos Olímpicos, que serão realizados no Rio de Janeiro de 05 a 21 de agosto próximo. Estes foram os destinos de muitas crianças de rua, de acordo com um relatório das Nações Unidas publicado no ano passado e que levou ao lançamento da petição Witnesses not AccomplicesChega de violência contra as crianças.

A dois meses dos Jogos Olímpicos, os alarmes não param de soar com as polêmicas, denúncias e reclamações sobre o Brasil: a queda da ciclovia, notícias da Zika, dengue, chikungunya, H1N1 e imagens que mostram o nível gravíssimo de poluição nas águas cariocas, rodaram e ainda rodam o mundo. Houve até um apelo de um grupo de médicos especialistas em ética pedindo à OMS o cancelamento ou o adiamento do evento na Cidade Maravilhosa. Mas agora temos ainda mais um motivo para não apoiar as Olimpíadas.

Volta à tona com uma petição escrita em 4 línguas, um relatório feito pelo Comitê da ONU sobre os Direitos das Crianças, publicado em outubro do ano passado, em que se apresentava a situação das nossas crianças.

O relatório expressava a profunda preocupação da ONU com a violência exercida pela polícia brasileira contra as crianças mais pobres, de rua e moradoras das favelas, relatando as execuções sumárias, as torturas e os desaparecimentos nas forças de segurança ocorridas principalmente nas comunidades pobres. Na ocasião, o Vice-Presidente da Comissão, Renate Winter, denunciou uma espécie de "operação de limpeza", visando a melhorar a imagem do Rio para as Olimpíadas.

witnesses olimpiadas 2bimbiPhoto Credit Jefferson Bernardes / AFP / Getty Images

witnesses olimpiadas 3Photo Credit Mario Tama / Getty Images

Os dados deste relatório são confirmados pelos dados divulgados pela Anistia Internacional em abril passado, que mostram que, em 2015 e nos primeiros meses de 2016, houve um aumento significativo de mortes por policiais brasileiros. No estado do Rio de Janeiro, as mortes causadas pela polícia aumentou 54% em dois anos, em comparação a 2013. E, na maioria dos casos, as vítimas são crianças e jovens negras, que vivem nas áreas mais pobres da cidade.

A situação é muito grave e contradiz com os valores de fraternidade e de solidariedade sobre a qual se faz (ou se deveria fazer) uma Olimpíada. Por isso, Testemunhas não Cúmplices, Witnesses not Accomplices, pedem pelo fim da violência contra menores e perguntar em voz alta, por que o evento esportivo não se torna, ao contrário disso que está acontecendo, uma oportunidade para levantar fundos em prol destas crianças que são o futuro do país?

"Não haverá nem cúmplices nem espectadores passivos destas atrocidades. Os Jogos Olímpicos, entre os espectadores pagantes, os direitos televisivos, as iniciativas de marketing, as licenças de construção, infra-estrutura, moverão um volume de negócios de dezenas de bilhões de dólares." - lê-se no texto da petição que pede para que 3% de cada transação feita para estes Jogos, seja destinada às crianças de rua através das inúmeras associações que trabalham pelos direitos infantis.

E mais, a petição ainda diz que: se “não tivermos sucesso em alcançar este objetivo em até 31 de julho, pediremos aos nossos atletas, às nossas organizações desportivas, aos nossos líderes para boicotar os Jogos Olímpicos, e iremos lutar para não participarmos nem sermos espectadores desta hipocrisia inaceitável".

Concordam com os termos da petição que será entregue à ONU, à Thomas Bach, Giovanni Malagò e Denis Masseglia? CLIQUE AQUI PARA ASSINAR.

Leia também:

DESMATAMENTO PARA AS OLÍMPIADAS 2016

OLIMPÍADAS DE 2016: NÃO HÁ MAIS TEMPO DE RECUPERAR A BAÍA DE GUANABARA

QUE TAL O MICO-LEÃO-DOURADO FIGURAR NA MEDALHA DE OURO DAS OLIMPÍADAS 2016?