Doação de bicicletas auxilia mobilidade de refugiados no Distrito Federal

bicicletas refugiados

No Distrito Federal, houve uma iniciativa para ajudar os refugiados que vivem na região e as cidades.

Refugiados de vários países receberam 34 bicicletas para auxiliar na mobilidade deles pelos espaços urbanos. As bicicletas são todas usadas e foram consertadas para um projeto da ONG Rodas da Paz, em parceria com o Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), uma ONG que auxilia os imigrantes.

O coordenador do projeto de doações e conselheiro da Rodas da Paz, Rafael Barros, explica que o projeto busca dar mais mobilidade para os refugiados, além de evitar gastos com transporte público. “[Com a bicicleta] você não precisa mais gastar com transporte público. Além disso, há pessoas que não têm condições de comprar um carro. Andar de bicicleta é também um jeito de conhecer a cidade”, comenta.

Além disso, a bicicleta atua na integração das pessoas com o ambiente urbano. É a segunda vez que a Rodas da Paz faz doações de bicicletas e o IMDH é que faz a seleção de quem as recebe.

O paquistanês Haron Ali, 21 anos, diz que a bicicleta será útil para se deslocar entre sua casa e a estação do metrô em Samambaia, cidade a 30 quilômetros de Brasília. “Eu vou de metrô até a rodoviária [do Plano Piloto, terminal de ônibus na região central da capital]. De lá, vou pegar ônibus para a universidade”, relata ele, que cursa enfermagem na Universidade de Brasília.

Já o colombiano Arvey Mina, de 52 anos, que morava em Calí, diz que prefere viver no Brasil. “Há muita falta de segurança, guerrilha, conflito armado”, comenta sobre o local onde vivia, que foi uma das cidades onde havia facções armadas, na Colômbia, nos anos 1980 e 1990. Ele e a família moram na Fercal, em Sobradinho, a 20 quilômetros de Brasília. Segundo ele, é uma longa distância que ele tem que percorrer entre o ponto de ônibus e sua casa. Arvey e seu filho de oito anos garanharam cada um uma bicicleta.

A doação foi motivada pelo dia Dia Mundial das Boas Ações, data criada por Israel em 2007 e, no Brasil, é organizada pela ONG Atados. A ação para doar as bicicletas ocorreu no Parque da Cidade, em Brasília, no dia 10.

No dia, também houve um encontro de comerciantes autônomos, aulas de ioga, apresentações culturais e workshops sobre reaproveitamento de alimentos, grafitagem de bicicletas e criação de hortas urbanas.

Leia também:

setaREFUGIADOS: MUITAS PESSOAS SE SOLIDARIZAM DE VERDADE

setaQUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DE ANDAR DE BICICLETA PARA A SAÚDE?