Teerã: a poluição atmosférica leva 400 pessoas à internação

Teerã: a poluição atmosférica leva 400 pessoas à internação

Teerã, Irã: por mais distante...quando a poluição soa o alarme a notícia é chocante. Nestes últimos dias, um ar irrespirável tomou conta daquele país, atingindo níveis recordes, causou a hospitalização de 392 pessoas. Todas apresentavam sérios problemas respiratórios e foram submetidas a tratamentos específicos para evitar consequências mais graves.

Conforme relatado pela agência de notícias IRNA, oficial do Irã, o número de cidadãos que se procurou assistência hospitalar, por causa das consequências da poluição atmosférica, foi muito maior: 1.400, mas foram casos menos graves e para as quais não foi necessário internação.

A situação em Teerã, uma cidade de 12 milhões de habitantes, é particularmente crítica a cada temporada de inverno, durante o qual se forma uma verdadeira nuvem de poluição feita de monóxido de carbono, dióxido de enxofre, óxido de azoto e partículas. Isto se dá por várias razões, incluindo principalmente as refinarias de petróleo e mais de 4 milhões de veículos particularmente poluentes que circulam todos os dias.

Para evitar o pior, as autoridades locais ordenaram a proibição da circulação de carros e o fechamento das escolas. Aos idosos e às pessoas que já sofrem de doenças respiratórias, foi altamente recomendado que fiquem em suas casas para evitar complicações respiratórias devido ao alto índice de poluição atmosférica.

Teerã é uma das cidades mais poluídas do mundo e cujo cenário se torna mais apocalíptico: de acordo com os últimos dados disponíveis (que datam de 2012) a poluição do ar já matou 4.500 pessoas só na capital, e cerca de 80 mil em todo o Irã.

Leia também: Petrobras: 20ª do mundo em poluição