Mistérios da Vida: toco de árvore quase morta sobrevive, comprovando a solidariedade na natureza

  • atualizado: 
kaori

A Natureza nos surpreende com seus processos de força para a manutenção da Vida. 

Na Nova Zelândia, um toco de árvore praticamente seco e sem vida (nada de folhas, brotos e galhos) "ressuscitou".

Tudo começou com a caminhada de dois pesquisadores, Sebastian Leuzinger e Martin Bader, em West Auckland, na Nova Zelândia, que se depararam com um toco de árvore conhecida por lá como Maori kauri (Agathis australis).

O toco dessa árvore não tinha nenhuma folha e aparentava estar morta, entretanto o olhar clínico dos cientistas detectaram que a árvore ainda tinha "seiva de vida" (não estava totalmente seca) e passaram a investigar esse mistério.

"Meu colega Martin Bader e eu nos deparamos com esse tronco de árvore kauri enquanto estávamos caminhando no oeste de Auckland. Foi estranho, porque, embora o toco não tivesse folhagem, estava vivo" - conta Sebastian Leuzinger, professor associado da Universidade de Tecnologia de Auckland (AUT).

Rede solidária

A razão de o toco não ter se secado totalmente, é que as árvores e plantas ao redor dele, criaram uma rede "solidária" de água e nutrientes para salvar a vida dessa árvore. 

Dentro da floresta da Nova Zelândia, esse toco de árvore se mantém vivo vinculado às raízes das árvores vizinhas, recebendo água, nutrientes e recursos vitais, através do sistema radicular enxertado. 

Os cientistas que investigaram o caso, relataram e publicaram essa pesquisa no iScience, detalhando como as árvores ao redor mantêm tocos de árvores vivos, possivelmente através do acesso destes à sistemas radiculares maiores. 

Ao que tudo indica, os resultados da pesquisa sugere que as árvores formam ecossistemas florestais criando "superorganismos".

O estudo

Para investigar e descobrir como as árvores circundantes mantêm viva a árvore da qual resta somente um toco de seu tronco, os pesquisadores Sebastian Leuzinger e Martin Bader mediram, através de sensores, o fluxo de água entre o tronco e as árvores próximas pertencentes à mesma espécie. 

O que eles descobriram e revelaram é que o movimento da água no tronco da árvore está relacionado com o das outras árvores e os resultados das medidas dessa pesquisa sugerem que ocorreu um enxerto conjunto, natural e espontâneo entre as raízes do tronco e as árvores específicas.  

Os enxertos radiculares naturais podem acontecer entre as árvores gerando um acoplamento radicular hidráulico e troca de recursos.

Sebastian Leuzinger explicou como o toco de árvore recebe e capta esses recursos:  

"Isso é diferente de como as árvores normais operam, onde o fluxo de água é impulsionado pelo potencial hídrico da atmosfera. Nesse caso, o toco deve seguir o que o restante das árvores faz, porque, por não ter folhas transpirantes, escapa à atração atmosférica."

Outro ponto que os pesquisadores investigaram é, por qual razão as árvores vivas da mesma espécie buscam meios de manter vivo um toco próximo?

A explicação encontrada por Sebastian Leuzinger é a de que os enxertos radiculares, formados antes de uma das árvores perder suas folhas e se tornar um tronco, expandem os sistemas radiculares das árvores permitindo acessar mais recursos, como água e nutrientes, além de aumentar a estabilidade das árvores na encosta íngreme da floresta. 

Essa descoberta é um dos fatores que têm relação com a capacidade de regeneração, restauração  e renovação das florestas, mesmo após grandes secas ou queimadas.

"Este é um apelo à mais pesquisas nessa área, particularmente em um clima em mudança e um risco de secas mais frequentes e mais severas. Isso muda a maneira como encaramos a sobrevivência das árvores e a ecologia das florestas."- disse Sebastian Leuzinger. 

Os cientistas envolvidos nessa investigação, encaram essa pesquisa como o primeiro caso real e comprovado de uma "rede de ajuda" de várias árvores, direcionada ao toco de uma só árvore!

O que podemos perceber com este caso é que a Natureza tem muito a nos ensinar sobre força e sabedoria de regeneração e promoção da Vida!

Talvez te interesse ler também:

O AMOR É FUNDAMENTAL PARA CURAR QUALQUER DOENÇA

OS INSETOS ESTÃO DESAPARECENDO MUITO MAIS RÁPIDO DO QUE SE PENSAVA

A NATUREZA ENSINA: AS COISAS PODEM SER AINDA MAIS LINDAS DO QUE ELAS SÃO

Fonte foto

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!