Árvore da morte existe! Conheça esse perigo!

  • atualizado: 
Árvore da morte

Você deve estar achando estranho o título deste artigo, já que à árvore é, geralmente, associada a vida. Entretanto, existe uma espécie que tem a alcunha de ser a árvore da morte!

A Hippomane mancinella ou mancenilheira é uma macieira de praia também conhecida como a Árvore da Morte. As características gerais dessa planta são seu alto porte, podendo chegar a 20 metros, casca acinzentada, folhas verdes brilhantes e frutos similares à maçã.

Uma das árvores mais venenosas do mundo

Essa árvore litorânea é originária da Flórida (Estados Unidos) e alguns países da América Central, como Bahamas, Honduras, Panamá, Nicarágua e da América do Sul, como Venezuela e Colômbia.

O Instituto de Ciências de Alimentos e Agricultura da Flórida explica a etimologia do nome dessa árvore: Hippomane vem das palavras gregas hippo, que significa "cavalo", e mane, que deriva de "mania" ou "loucura", como informou a BBC News Brasil. Foi assim denominada pelo filósofo grego Teofrasto (371a.C.-287a.C.), na Grécia, após descobrir que os cavalos ficavam loucos ao comê-la.

É chamada em espanhol de manzanilla de la muerte (“pequena maçã da morte”) porque é uma das árvores mais venenosas do mundo. Na verdade, os seus frutos contêm veneno e a seiva da casca provoca queimaduras e cegueira (caso entre nos olhos), podendo levar à morte.

As suas toxinas são muito fortes e algumas delas sequer foram ainda identificadas. Uma dessas toxinas, encontrada na sua seiva, é o forbol, responsável por provocar dermatites fortemente alérgicas. Já a ingestão do fruto pode causar severas gastroenterites, inclusive, com hemorragias.

Queimar a árvore já seria mesmo uma péssima ideia, ainda mais considerando o efeito de tal ação: a fumaça pode cegar temporariamente e causar graves problemas respiratórios.

Curiosidades

Uma árvore tão poderosa assim acabou por se tornar um tanto mítica.

Dizem que quando os conquistadores espanhóis chegaram ao continente americano, intoxicaram-se ao comer seus frutos.

Outras lendas dizem que os indígenas a usavam para tortura, amarrando pessoas em seu tronco à espera de que sofressem ao cair da chuva. Isso porque o contato da água da chuva que escorre pelas folhas da mancenilheira com os olhos pode causar cegueira temporária e, até mesmo, definitiva.

Contam, também, que os nativos envenenavam as suas flechas com a seiva.

Conheça esse perigo

O perigo da árvore é que ela, em geral, encontra-se em paraísos caribenhos, fornecendo um belo recôndito aos turistas que desejam descansar sob a sua sombra ou protegerem-se da chuva.

O Guiness Book, o livro dos recordes, faz um alerta sobre a mancenilheira:

"todas as partes da mancenilheira são extremamente venenosas e a interação ou ingestão de qualquer parte desta árvore pode ser letal".

O perigo real vem mesmo é do fruto da mancenilheira. A sua pequena maçã pode provocar vômitos e diarreia a ponto de desidratar o corpo de forma incurável.

hippomane mancinella frutoFonte foto

Usos comerciais e medicinais

Apesar de todos esses perigos, o Instituto de Ciências da Agricultura e Alimentos da Flórida garante que a árvore tem uso útil (como tudo na natureza tem o seu porquê de existir).

Ela é muito usada na fabricação de móveis, desde o período colonial. Além disso, alguns estudos indicam que a borracha da sua casca foi usada no tratamento de doenças venéreas e retenção de líquidos.

Para garantir, ao visitar um lugar idílico, melhor mesmo é se abrigar embaixo de um guarda-sol.

Talvez te interesse ler também:

ÁRVORE DA VIDA - OS SIGNIFICADOS CELTA E BÍBLICO

10 PLANTAS TÓXICAS QUE O BRASILEIRO TEM EM CASA

PLANTAS TÓXICAS PERIGOSAS PARA NOSSOS PET’S

Fonte foto: USDA

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!