5 animais pra lá de estranhos

animais pra lá de estranhos

Na vida, como na natureza, nem tudo são flores perfumadas e coloridas nem tampouco animais fofinhos e lindinhos. Veja abaixo algumas espécies bem estranhas e suas peculiaridades. Viva a biodiversidade!

1. Lampreia

Não parece, mas essa cobra estranha é um peixe de água doce, possui uma ventosa – boca – que age como uma bomba de sucção. Algumas espécies são parasitas, se fixam a outros peixes e sugam o sangue, utilizam outros animais, também para se locomoverem. Infelizmente a poluição dos rios tem sido uma das causas da sua quase extinção em muitos rios Europeus. As lampreias, principalmente a larva ammocoetes, são usadas como isco na pesca. No entanto, em alguns países, como Portugal, os adultos são considerados uma especialidade culinária.

fonte foto: wikipedia.org

2. Kiwa Hirsuta

Também conhecido (ou desconhecido) como Caranguejo-yeti, foi descoberto em 2005, e vive a mil metros abaixo da superfície do Oceano Pacífico, possui patas recobertas por pelos e mede cerca de 15 cm de comprimento que hospedam colônias de bactérias. O nome do gênero é o de uma deusa da mitologia polinésia, Kiwa, bem como o nome da família o nome de família (Kiwaidae). O nome da espécie (hirsuta) refere-se à presença de garras em cerdas vistosas.

fonte foto: wikipedia.org

3. Grimpoteuthis

É morador das profundezas oceânicas, possui uma grande “orelha” como barbatanas, o que lhe rendeu o nome de polvo Dumbo, em homenagem ao personagem da Disney. Possuem em média 20 centímetros de comprimento e podem sobreviver em profundezas extremas. O gênero tem um hábito distinto de natação. Eles batem suas orelhas-barbatanas para se impulsionarem para cima. O movimento dos tentáculos são usados para movimentar os animais em qualquer direção, permitindo que se rastejem no fundo do mar, para capturarem presas, depositarem ovos, explorarem, etc. Dumbos pairam acima do fundo do mar, em busca de vermes poliquetas, copépodes pelágicos, isópodes, anfípodes e outros crustáceos para se alimentarem.

fonte foto: wikipedia.org

4. Rato-toupeira-pelado

Apesar da sua beleza questionável, sua longevidade é maior do que a de a de animais similares, além de possuir grande resistência ao câncer. A maior parte de sua vida se passa embaixo do solo, sendo raramente visto na superfície. Assim como todos os roedores, os ratos-toupeiras-pelados possuem dentes incisivos que nunca param de crescer, eles gastam seus dentes cavando. O grupo é comandado por uma Rainha, a fêmea que comanda os outros membros do grupo e mantém o controle através da liberação de feromônios pela urina.

fonte foto: wikipedia.org

5. Psychrolutes marcidus

É o peixe “tristonho” que habita as profundezas das costas da Austrália e da Tasmânia. Possui uma densidade pouco menor que a água o que lhe torna capaz de flutuar sem usar muita energia. Atualmente corre risco de extinção devido à pesca predatória de outras espécies e foi eleito, em 2013, como o “animal mais feio do mundo” pela Ugly Animal Preservation Society. Mas convenhamos, ele não é tão feio assim né?

fonte foto: wikipedia.org