Índios lideram taxa de suicídios no Brasil

Índios lideram taxa de suicídios no Brasil

Com a divulgação do Mapa da Violência 2014, foram revelados diversos dados importantes sobre este assunto, inclusive, a respeito de número de suicídios ocorridos.

Os índios de São Gabriel da Cachoeira

A cidade que lidera o ranking brasileiro – entre mais de 5 mil cidades que existem no país – é São Gabriel da Cachoeira, na região Amazônica. Uma bela área, cortada pelo Rio Negro e bem no meio da Floresta, cuja área é de 10 vezes o tamanho da cidade do Rio de Janeiro. É curioso notar que se trata de um povoado quase que totalmente indígena.

Com 50 casos por 100 mil habitantes, São Gabriel da cachoeira apresenta 10 vezes mais suicídios que a média nacional. Desses, 93% são índios e 8 a cada 10 foram mortes por enforcamento, e em seguida, por ingestão de uma raiz, chamada timbó.

Outros povoados indígenas e os suicídios

Outras cidades em posição de destaque no Mapa da Violência 2014 são São Paulo de Olivença e Tabatinga (AM), Amambai, Dourados e Paranhos (MS); todos locais com muitos índios, que foram responsáveis por 20.9% de suicídios.

Inclusive, não custa lembrar do caso Guarani Kaiowá, tribo que ameaçou cometer suicídio coletivo por uma questão de terras.

Como estamos em meio à Copa do Mundo da FIFA, como se pode imaginar, a questão não tem ganhado qualquer destaque pelos meios de comunicação.

Hipóteses para esse fato

Obviamente, esse tipo de situação triste não tem uma explicação apenas, mas sim, uma multiplicidade de fatores que servem para construir todo um contexto, que desemboca no resultado: os índios lideram a taxa de suicídios no Brasil.

Falta de demarcação de terras, menosprezo por sua cultura pela maioria da sociedade brasileira, preconceito, vergonha de parte das próprias tribos em revelar suas raízes, entre outros elementos, ajudam a visualizar, de forma ampla, a situação. Uma tristeza!!!!! :(

Fonte foto: revistareceptiva.com.br