Corais da Amazônia: imagens de um ecossistema em perigo. Assine a petição!

  • atualizado: 
coral amazonia

Um ecossistema único no mundo, mas infelizmente em perigo porque ameaçado pelas companhias petrolíferas. É o recife de corais da Amazônia.

O Greenpeace fez as primeiras imagens subaquáticas deste ecossistema espectacular, único no mundo e cuja descoberta foi anunciada há pouco tempo.

O recife se estende por 9.500 quilômetros quadrados entre a divisa do Amapá com a Guiana Francesa até o Maranhão.

Ali vivem, entre outras espécies, algas vermelhas, 73 espécies de peixes, lagostas, estrelas-do-mar e poríferos de até dois metros de altura. Mas esta riqueza da biodiversidade, infelizmente, não é suficiente para resgatar o recife ameaçado por projetos de exploração de petróleo, que poderiam começar se o governo brasileiro conceder as autorizações solicitadas por empresas como a francesa Total, a brasileira Queiroz Galvão e a britânica British Petroleum (BP).

Uma iminente atividade petroleira colocaria em risco um ecossistema extraordinário, que até há pouco tempo sequer sabíamos que existia (a descoberta se deu em abril do ano passado)

Pesquisadores descobriram que este ecossistema possui características únicas no que diz respeito à disponibilidade e ao uso da luz e às suas características físico-químicas.

Segundo os cientistas esta é uma área particular: ninguém imaginava que se pudesse desenvolver um ecossistema semelhante em água tão escura. A área tem um grande potencial para a descoberta de novas espécies, e também é muito importante para o bem-estar econômico da comunidade de pescadores quilombolas que operam na zona costeira amazônica. Atualmente, menos de 5% deste ecossistema foi mapeado, mas a pesquisa está sendo feita para aumentar esse percentual, conforme relata o Greenpeace.

Algumas empresas já querem começar a exploração do petróleo em áreas potenciais para perfuração. De acordo com algumas estimativas, ali poderia ser explorado aproximadamente entre 15 e 20 bilhões de barris de petróleo.

corais amazonia greenpeace

coral amazonia peixe

coral amazonia 1

coral amazonia 2“Temos de defender o recife e toda a região da foz da bacia do Rio Amazonas da ganância multinacional que quer colocar os seus lucros acima do meio ambiente ", diz Thiago Almeida, do Greenpeace Brasil.

coral amazonia 3

coral amazonia localizacao

Segundo o Greenpeace, a exploração de petróleo colocaria esta área sob um perigo constante. O ponto mais ao norte do estado do Amapá, no Parque Nacional do Cabo Orange, hospeda-se o maior ecossistema contínuo de manguezal do mundo e não existeria tecnologia para limpar tal ecossistema de eventuais derrames de petróleo. Além disso, os riscos associados a essas operações em um ambiente como a foz do rio Amazonas são aumentados pelas fortes correntes e detritos que o rio traz.

Nesta região - habitat de peixes-boi, tartarugas amarelas, golfinhos e lontras de rio - até agora já foram escavados 95 poços. Destes, 27 já foram abandonados por problemas mecânicos, o restante devido à falta de acessibilidade.

A esperança é portanto, a de conseguirmos parar as multinacionais em suas ambições de exploração para a extração do petróleo, o que poderia se tornar uma verdadeira catástrofe para um ecossistema tão delicado, único e importante.

ASSINE AQUI A PETIÇÃO para salvar o recife de corais da Amazônia.

Leia mais sobre biodiversidade:

FRUTAS DO CERRADO: CONHEÇA E PRESERVE!

ABELHAS DO MAR - COMO SE POLINIZAM AS PLANTAS MARINHAS

METASEPIA PFEFFERI: O ADORÁVEL HIPOPÓTAMO DO MAR (VÍDEO)

Fonte e fotos: Greenpeace