Salamandras contra o aquecimento global

Salamandras contra o aquecimento global

Conheça um de nossos mais inusitados aliados na luta contra as mudanças climáticas: a salamandra! As salamandras, assim como sapos, rãs, pererecas, e outros anfíbios, são dos mais abundantes vertebrados na face da terra, e se alimentam em grande parte de insetos.

Como há insetos que se alimentam de serapilheira (a camada de matéria orgânica, formada principalmente por folhas, que se deposita no solo da floresta), a predação desses insetos pelos anfíbios favorece a formação de húmus – processo que sequestra carbono da atmosfera. A colaboração desses animais na prevenção do aquecimento global varia conforme o ecossistema em que vivem, mas se estima que em ambientes temperados como a América do Norte possa aumentar a serapilheira em mais de 10%.

Esse foi o objeto de um monitoramento que durou dois anos em uma floresta no norte da Califórnia, onde as salamandras se alimentam de besouros, larvas de besouros e de moscas, formigas, dentre outras espécies.

Isso equivale a mais de 190 quilos de carbono sequestrado por hectare de floresta graças aos anfíbios, apenas durante a estação chuvosa.

Mais um exemplo de como tudo na natureza está conectado, e muitas vezes esse frágil equilíbrio está ameaçado – como é o caso dos próprios anfíbios, que lutam contra a destruição do seu habitat e contra a própria mudança climática.

Fonte foto: wikipedia.org