Índios fazem manifestação em Palmas durante os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas

Caso você não tenha acompanhado, acontece neste ano no Brasil os primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMPI), no estado de Palmas - TO, competição que reúne cerca de 2 mil atletas de mais de 20 países, mas o evento acabou ficando marcado por protestos dos povos nativos do Brasil. Um excelente palco para reivindicações por parte do povo indígena. Entre elas, a Roda de Diálogos sobre Mudanças Climáticas, tema que fez parte do Fórum Social Indígena dos Jogos e que questiona a eficiência dos encontros sobre o clima. O assunto foi debatido ontem, dia 26.

Até mesmo a longínqua Eco 92 foi relembrada pelos índios:

“Nós estamos aqui, uma minoria dos povos, questionando os direitos que a Constituição Federal nos declara. A Eco 92 discutiu questões dos povos indígenas que até hoje não vingaram. Nunca se cansam de falar em meio ambiente, mas nunca chegam a um lugar comum”, afirmou o índio Carlos Tucano, que representa o povo Tucano.

“No nosso entendimento, a Rio+20 e a Eco 92 não progrediu porque os grandes poluidores se juntaram contra a luta [em defesa da terra] que os povos originários começaram”, disse o líder indígena Jeremias Xavante, lembrando que são os países do primeiro mundo que devastam o meio ambiente. O indígena cobrou da 21ª Conferência do Clima (Cop 21) resultados práticos à preservação ambiental. “Quero levar uma informação para o meu povo. Se eles se fizerem presentes serão ouvidos?”.

As grandes corporações

Tanto no entendimento dos índios quanto de especialistas, as grandes corporações do agronegócio, as empresas que mais consomem água e outros setores, formam uma classe corporativa que protege seus interesses, mesmo em detrimento dos interesses dos povos indígenas e do meio ambiente.

E se há alguém que não considera o que os índios falam, que não possuem cultura e saberem do que falam, que tal ouvir a indígena e também bacharel em direito Maial Paiakan Kaiapó?

“O mundo já está pagando a conta das mudanças climáticas”. Ela defendeu que os indígenas tenham representantes no Congresso Nacional. “Os governantes nos representam mas moram nas cidades. O branco está ali como político, como representante do ideal dele. Precisamos nos unir para ter um representante”, disse Maial.

PEC 215

A Proposta de Emenda à Constituição 215, cuja proposta é transferir a responsabilidade de demarcação de terras indígenas da Presidência da República e do Ministério da Justiça para o Congresso Nacional.

Carlos Tucano criticou a presidente Dilma Rousseff por não se pronunciar sobre este, e nenhum outro assunto, enquanto esteve presente na abertura dos jogos.

"A chefe da nação entrou muda e saiu calada, e não deu satisfação aos povos indígenas. Ficam só prometendo e na realidade não sai nada”, ressaltou Carlos Tucano. “Esperava-se um discurso de Dilma na cerimônia. Segundo uma pessoa presente na tribuna de honra, Dilma chegou a ser questionada durante a festa de abertura se haveria alguma fala, mas a posição da presidenta foi por apenas assistir o evento”, disse.

A assessoria do Palácio do Planalto informou que um discurso foi descartado, pois a presidente compareceu apenas como convidada, o que não agradou nem um pouco as lideranças indígenas que não querem ver as decisões sobre demarcação de terras nas mãos das bancadas compostas por muitos representantes das corporações que só complicam a vida do povo indígena.

Sem dúvida a presidente está muito mais preocupada com o ajuste fiscal e as negociações com o Congresso, que não irá agora tratar de questões sempre consideradas como “menores” nos grandes veículos de comunicação, correndo o risco, inclusive, de desagradar muitos congressistas ao tocar neste assunto. Ai fica muito difícil.

As considerações realizadas durante os Jogos, que acontecerá até o dia 31 deste mês, resultarão em uma Carta de Declaração dos Povos Indígenas, que será levada à 21ª Conferência do Clima (Cop 21), que ocorrerá em Paris, no mês de dezembro.

Leia também:

UNIÃO ENTRE ÍNDIOS, ONGS E FRENTES PARLAMENTARES CONTRA A PEC 215

DIA DO ÍNDIO 2015 MARCADO PELAS MUITAS LUTAS INDÍGENAS

PRECISAMOS NOS ORGULHAR DE SERMOS, TODOS, UM POUCO ÍNDIO

Fonte foto: fotospublicas.com