Aplicativo ajuda a mapear árvores nativas da Mata Atlântica

O objetivo do projeto é ajudar a reverter a destruição da Mata Atlântica e recuperar as nascentes dos rios neste bioma. Com este aplicativo, para android e ios, cada brasileiro poderá participar. E esta é uma ajuda preciosa, você verá.

As cidades estão cheias de árvores nativas, que frutificam e podem gerar outras árvores. Só a cidade de São Paulo tem pelo menos 600 mil árvores em suas ruas e, praticamente todas, originárias na mata nativa do planalto.

Só é preciso mapeá-las, coletar as sementes no tempo mais adequado, encaminhá-las a um viveiro da rede de produtores de árvores nativas, que também poderão recolher as sementes, pois estão conectados na “nuvem”, ou então você mesmo o poderá fazer, não? Isso dependerá da sua disponibilidade em fazer mudinhas de mata atlântica em seu quintal.

O importante é ter sementes para poder gerar mudas que, posteriormente serão replantadas em nascentes e outros lugares. Se cada um fizer um pouco, muito poderá ser recuperado.

E isso, cada um pode ajudar quando está caminhando por seu bairro e vê uma árvore florida (mais fácil de identificar a espécie) ou com sementes. O importante é identificar de que espécie se trata e informar à central de dados.

Esse procedimento é feito de forma direta com o app Viva Floresta, que é uma adaptação da plataforma Open Tree Map. Você fotografa a árvore que lhe chamou a atenção e, pelo app é localizada a mesma no Google maps, com suas coordenadas específicas (veja aqui como fica). Nem é preciso que você saiba identificar a árvore – outros usuários o poderão fazer, pela “nuvem” mas, se quiser se aventurar também na identificação, a Viva Floresta tem uma completa enciclopédia que o poderá ajudar.

São Paulo é a primeira cidade brasileira integrada na rede Viva Floresta. Você pode encontrar todas as informações necessárias para baixar esse aplicativo para seu celular aqui.

Leia também: AMANTE DA BOTÂNICA? CONHEÇA O APLICATIVO QUE RECONHECE PLANTAS

Fonte foto: vivafloresta.org