Minhocas: curiosidades e a importância do trabalho delas

  • atualizado: 
minhoca

As minhocas são extremamente importantes para a natureza, pois elas renovam o ciclo de vida fragmentando matéria orgânica e decompondo micro-organismos para gerar húmus que enriquece o solo. Apesar de serem consideradas nojentas, as minhocas são muito higiênicas e podem ser criadas até mesmo em apartamento, nas composteiras. Para entender mais sobre a importância do trabalho delas, vamos explicar o que são, como vivem, como se reproduzem e outras curiosidades sobre as minhocas.

1. O que são minhocas?

Minhocas são seres vivos que se alimentam de matéria orgânica, micro-organismos e terra, contribuindo para gerar húmus que fortalece o solo e nutre as plantas. Além disso, elas ajudam a decompor o lixo que seria destinado a aterros, diminuindo assim a emissão de gases do efeito estufa no planeta.

Por alimentarem-se basicamente de terra, as minhocas são limpas e higiênicas, por isso muitas pessoas estão adquirindo o hábito de criá-las em casa, mesmo em apartamentos, através das composteiras. No entanto, existe o tipo correto de minhoca que pode ser criada para este fim.

As minhocas são chamadas de anelídeos, ou seja, possuem corpos segmentados por anéis. Elas pertencem à ordem Oligochacta que possui mais de 8000 espécies com cerca de 800 gêneros diferentes.

Com relação ao tamanho, é mais comum ver minhocas que variam entre 15 centímetros a 2 metros de comprimento. Porém, algumas minhocas da espécie Microchaetus sp. podem chegar até 7 metros de comprimento com 75 milímetros de diâmetro.

2. Curiosidades

As minhocas são seres bastante curiosos, vamos à lista de curiosidades sobre elas:

  • Regeneração - Você sabia que ao partir uma minhoca ao meio, ela é capaz de se regenerar? Isso mesmo! Algumas espécies de minhocas podem se regenerar em duas diferentes, sendo que a parte que sobrevive é a da cabeça.
  • Jurássicas - Dizem que as minhocas existem há cerca de milhões de anos e sobreviveram a tragédias como a que matou os dinossauros e a que dividiu os continentes. Verdade ou não, com a quantidade de espécies de minhocas existentes, é bem possível acreditar.
  • Sem pulmões - Isso nós aprendemos na época do colégio, não é mesmo? A respiração das minhocas é cutânea, ou seja, elas respiram pela pele. Por isso, as minhocas não possuem pulmões.
  • Comem pouco - Por isso são tão fininhas! Brincadeiras à parte, as minhocas alimentam-se basicamente de material orgânico extraído da terra, a qual é devolvida em forma de húmus. Dizem que elas só consomem a metade do peso delas por dia, o que por ano não passa de 4,5 quilos.
  • Hermafroditas - Esse é o principal fato curioso sobre as minhocas, pois elas possuem os dois sexos, masculino e feminino. Ou seja, ao acasalarem-se, uma procria a outra e vice-versa. Parece estranho, mas veremos como funciona no tópico sobre a reprodução.
  • Tamanho - Apesar de vermos mais minhocas pequenas, existem minhocas bem grandes, normalmente encontradas na África. A maior espécie registra em 1967, tinha cerca de 6,7 metros.
  • Melhor adubo que existe - Além de se alimentarem de matéria orgânica e formarem a famosa pastinha conhecida como húmus, elas acabam arejando o solo, levando ar para a superfície e criando túneis subterrâneos que mantêm o solo úmido e arejado.

3. Como vivem as minhocas?

Assim como a maioria dos anelídeos, as minhocas vivem em ambientes úmidos, preferencialmente em terra úmida. No entanto, elas também podem ser encontradas na água salgada dos mares e oceanos ou em locais com água doce.

4. Reprodução

Tá aí o fato mais curioso sobre as minhocas, mas encontramos no site da revista Superinteressante uma forma bem explicadinha de como realmente é a reprodução das minhocas, explicada pelo especialista Paulo César de Paiva, do Departamento de Zoologia da UFRJ:

"1. As minhocas se posicionam em sentido oposto: a "cabeça" de uma fica na altura do "rabo" da outra. O clitelo, um anel descolorido na região anterior do corpo, libera um muco que ajuda a fixá-las nessa posição. Aí, cada uma injeta espermatozoides num órgão específico da outra: uma bolsa chamada espermateca.

2. Depois que elas se separam, o clitelo passa a criar um tipo de casca, parecido com o casulo das borboletas. A minhoca começa a andar para trás, arrastando o clitelo no chão para mover o casulo ao longo do corpo até chegar à cabeça. Nesse "caminho", ele passa pela abertura feminina, onde recolhe os óvulos, e os leva até as espermatecas.

3. Quando os óvulos (gametas femininos) encontram os espermatozoides (gametas masculinos), rola o momento mágico: a fecundação! A minhoca continua se movendo, até tirar o casulo do corpo. Ele é deixado no solo e protegerá os óvulos fecundados enquanto se desenvolvem, sem qualquer supervisão dos "pais". O desenvolvimento dos filhotes no casulo pode durar de duas semanas até três meses, dependendo da espécie. Quando saírem de lá, os filhotes já têm corpo adulto".

5. O que as minhocas comem?

Como mencionamos anteriormente, as minhocas alimentam-se de matéria orgânica, micro-organismos e terra. Isso inclui animais mortos, plantas e folhas, os quais acabam virando adubo quando elas evacuam.

6. Por que são importantes para as plantas?

O movimento das minhocas debaixo da terra é constante. Com isso, elas fazem com que a terra que está por baixo suba e vice-versa. Fazendo isso, elas formam túneis de ar subterrâneos que deixam o solo mais aerado e nutrido, além de melhorar a circulação de água também.

A nutrição do solo e, consequentemente das plantas, ocorre devido ao húmus que as minhocas produzem quando evacuam. Ao ingerirem matéria orgânica, elas transformam o que sobra em nutrientes e devolvem para a terra. Esse húmus é o melhor adubo para as plantas, pois também age como uma esponja para reter água.

Essa combinação de solo aerado com o húmus produz um solo ideal para o crescimento de organismos, aumentando a fertilidade e facilitando o cultivo das plantas. Além disso, as minhocas arrastam os alimentos para as galerias, limpando o solo de folhas e galhos mortos. Dessa forma as raízes das plantas crescem facilmente.

7. Composto vegano sem minhoca

Apesar de serem úteis para o solo e para as plantas, as minhocas também são exploradas, pois elas acabam sendo ensacadas e vendidas, como se fossem produtos. Veganos não gostam disso e se você é vegano, saiba que dá para fazer composto orgânico sem minhoca!

Talvez te interesse ler também:

A IMPORTÂNCIA DA SOMBRA DAS ÁRVORES: EM VEZ DE AR-CONDICIONADO, DEVEMOS PLANTAR MAIS

JACARÉ: SIMBOLOGIA, SIGNIFICADO NOS SONHOS E IMPORTÂNCIA NA VIDA

COMO VIVEM OS BEM-TE-VIS? CURIOSIDADES E IMPORTÂNCIA ECOLÓGICA

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!