Mãe cerva sacrifica a própria vida para salvar filhotes - Mas é uma farsa

  • atualizado: 
mãe-cerva

Há alguns dias, uma imagem de três guepardos cercando um impala (e não um cervo) está circulando na web. Mas o que está acontecendo é uma versão totalmente imaginativa, podemos até chamar isso de farsa, vejamos porquê.

Veja o que diz um texto, em italiano, muito compartilhado nas mídias sociais:

Esta foto ganhou o prêmio de melhor foto da década e levou o fotógrafo à uma grande depressão. Os guepardos perseguiram uma mãe cerva e seus dois filhotes, a mãe poderia facilmente escapar dos guepardos, mas se ofereceu a eles para deixar seus filhos escaparem.

Na foto, ela é vista olhando os filhos correndo em segurança enquanto ela está prestes a ser devorada.

Mas as coisas não são exatamente assim porque a versão real do que acontecia naquele momento está no site de quem tirou aquela foto, ou seja, da fotógrafa Alison Buttgieg que em sua história não fala de cervo, nem de filhotes, ou de uma mãe que se sacrifica e depois vê seus filhotes fugindo.

Ela escreve:

"Em setembro de 2013, em Maasai Mara, no Quênia, testemunhei esse assassinato. Narasha, a mãe guepardo, estava ensinando os seus filhotes a matar suas presas, mas eles eram um pouco e em vez de matar a infeliz impala, estavam brincando.

Narasha, a mãe guepardo é quem está pegando o impala pelo pescoço em todas as fotos. Os filhotes pulam, saltam, mas não conseguem estrangular a presa.

O que é fora do comum nesta sequência de fotos é a calma com a qual a impala permanece no momento da sua morte. Ele provavelmente está em choque e, portanto, paralisada pelo medo. É perturbador porque em algumas fotos parece representar que ela fosse determinada a permanecer linda e orgulhosa até o final. O desafio em seus olhos está em contraste com sua falta de interesse em se autopreservar. Isso me permitiu obter imagens únicas de um assassinato que se parece muito com uma coreografia.

Eu queria que o espectador se simpatizasse com o impala e, ao mesmo tempo, a imagem testemunharia a natureza perturbadora desse assassinato incomum. No final, depois do que pareceu uma eternidade interminável (mas foram apenas alguns minutos), a mãe guepardo matou a presa e os filhotes tiveram um bom almoço."

Aqui estão as outras fotos:

foto impala guepardo1

foto impala guepardo2

A versão portanto escrita nas redes foi claramente inventada sabe-se lá porquê. Fato é que alguns utentes até comentam que a fotógrafa deveria ter intervindo para "salvar a cerva". Mas a mão do homem já está presente demais na natureza. Deixemos que ela siga seu curso.