Tuiuiú, o Jaribu mycteria: a ave-símbolo do Pantanal!

  • atualizado: 
tuiuiú

Principalmente no Pantanal do Mato Grosso, podemos ter a dita de ver a linda e graciosa ave, conhecida popularmente por Tuiuiú. Essa ave de voo leve e suave, cuidadosa com sua prole, cuja aparência é um misto de cegonha com cisne.

Neste conteúdo vamos apresentar mais particularidades e informações gerais sobre o Tuiuíú, ave-símbolo do Pantanal Brasileiro.

O que será visto a seguir:

1. Nome científico e nomes populares

A origem do nome Jabiru mycteria e outras denominações desta ave.

O nome científico: Jabiru Mycteria, significa: do tupi = JABIRU = yabi'ru,iambyrú = pescoço inchado, muito grande; e do grego = Mycteria mukter, mukterizo = focinho, nariz, bico.

Esta ave com bico muito grande, de pescoço inchado, além de ser chamada de Jaburu (Jabiru mycteria) ou Tuiuiú, também, é conhecida por outros nomes:

  • tuiuguaçu
  • tuiú-quarteleiro
  • tuiupara
  • rei-dos-tuinins
  • tuim-de-papo-vermelho (no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul)
  • cauauá (no Amazonas) e
  • jabiru (na região Sul do Brasil)
 

2. Classificação científica

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Aves

Ordem: Ciconiiformes

Família: Ciconiidae

Gênero: Jabiru

Espécie: J. mycteria

Nome binomial: Jabiru mycteria

3. Características físicas do Tuiuiú

Depois do Condor-Andino, o Jabiru mycteria é a segunda ave da América do Sul com maior envergadura (a distância entre as pontas das asas abertas), que pode chegar a 3 metros.

O jaburu adulto tem as seguintes medidas:

comprimento: 120–140 cm

asas: 2,3 – 2,8 m nas asas

peso: de 4,3 a 9 kg

O Tuiuiú é uma ave pernalta, de plumagem em sua maior parte branca. Tem cabeça e pescoço nus (sem penas) e pretos. O papo, também, é nu e vermelho e suas pernas são pretas.

O Tuiuiú, assim, como a cegonha, voa com seu pescoço e pernas esticados, ao contrário das garças que voam com seus pescoços encolhidos.

Os machos são maiores que as fêmeas, sendo cerca de 25% mais altos que as fêmeas, eles podem chegar à altura de 1,53 m ou até mais.

Eles pesam, em média de 6 a 8 kg, enquanto as fêmeas pesam,em média 5 kg.

O bico mede, em torno de 25 a 35 cm, de cor preta, é largo e forte, comprido e bem pontudo.

Tanto macho como fêmea são parecidos em aparência, diferindo somente na altura.

4. A alimentação do Tuiuiú

Por se alimentar basicamente de animais aquáticos, como peixes, moluscos e, também, anfíbios, o jaburu vive em bandos numerosos de sua espécie, próximo aos rios e lagoas.

Por vezes esta ave também se alimenta de insetos, répteis, ovos de aves e pequenos mamíferos, como os roedores.

O jaburu, além de buscar seu alimento em águas rasas, come peixes, que morrem durante períodos de seca, e, assim, dessa forma contribuem para a limpeza dos corpos d'água (rios e lagos).

5. Reprodução do Tuiuiú

Na época do acasalamento, o casal se encontra, realizando danças em dueto e batendo seus longos bicos, maiores nos machos do que nas fêmeas.

Nesses momento, a pele vermelha dos papos destas aves fica mais acentuada, devido ao aumento da irrigação sanguínea.

6. Procriação do Tuiuiú

Quando se trata da prole, tanto o papai, como mamãe Tuiuiú, constroem, juntos, um ninho feito de varas para os filhotes.

Na maior parte das vezes, os ninhos são mais profundos do que largos, podem ter até 1 m de largura e 1,8 m de profundidade.

Os ninhos do Tuiuiú são as maiores estruturas construídas por aves no Pantanal.

Os Tuiuiús constroem seus ninhos nas árvores mais altas, que são reutilizados à cada ano, com acréscimo de material, podendo aumentar de tamanho, até atingirem 1,85 m de diâmetro e 70 cm de altura, em média. Há registro de ninho com 3 m de diâmetro.

A distância do solo até o ninho, na árvore, varia conforme a vegetação do local, existem ninhos com altura média de 11 m, embora também, podem ser encontrados com altura de 4 e 25 metros.

Os materiais que o Tuiuiú utiliza para a construção do ninho são galhos grossos, na parte externa, e capins e plantas aquáticas para forrar o seu interior.

A construção do ninho fica tão sólida e resistente que é possível uma pessoa adulta ficar sobre o mesmo.

Os pais Tuiuiús se revezam incubando, por 60 dias, de dois a cinco ovos brancos.

Os filhotes aos 3 meses de idade, saem do ninho.Nas primeiras semanas de vida, os filhotes são acompanhados pelos pais ao saírem dos ninhos.

7. Curiosidades

Os papais Tuiuiús são muito zelosos com sua cria, desde a fase dos ovos até seus filhotes não precisarem mais deles.

Comprove isso, vendo no vídeo abaixo, no qual uma ave Tuiuiú vai buscar água no rio Araguaia, para refrescar o ninho em um dia muito quente, em Goiás.

8. Habitat do Tuiuiú

O Jabiru mycteria ou Tuiuiú é comumente encontrado no Pantanal do Brasil e no Chaco Oriental do Paraguai.

Em menor quantidade, o Tuiuiú é encontrado na Amazônia, na Bahia, em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e em outros países, desde o México até o Uruguai.

Nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, encontram-se mais de 50% de sua população, a nível geral.

O habitat do jabiru são as margens dos rios e lagos, com árvores esparsas e em outras áreas úmidas, nas quais podem se alimentar de peixes.

9. Imagens com o Tuiuiú

Neste vídeo vocês irão conferir toda a magnificência e exuberância do Jaribu mycteria ou Tuiuiú, sobrevoando a linda paisagem do Rio Araguaia.

Apreciem!

Sintam a leveza e a suavidade do voo do Jaribu mycteria, com sua longas asas plainado pelos céus.

Vendo o voo do Tuiuiú, difícil de não querer ter asas, nem que seja na imaginação!

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!