Capturados, adestrados e dopados: na China os grilos combatem no ringue

  • atualizado: 
grilos-combatem-china

Ao que parece, nunca deixaremos de nos surpreender com a mão do homem que, de todas as maneiras possíveis, pode prejudicar o bem-estar dos animais e o ritmo da natureza. Na China, todos os anos, organiza-se um campeonato nacional onde grilos entram em campo para combaterem entre si e divertirem os espectadores.

Sim, você entendeu bem, no país asiático, a luta entre grilos é um hábito estranho e milenar, por trás do qual se esconde um jogo de apostas gerenciado pelo crime organizado.

Em um ringue de apenas 20/25 centímetros, grilos previamente treinados e dopados para ficarem mais agressivos, lutam entre si, na frente de entusiastas que apostam em um ou outro animal.

Um "campeão" pode chegar a valer até centenas de dólares, então, em algumas cidades, existe um verdadeiro império por trás da criação de grilo. Os melhores espécimes são vendidos por 50.000 yuan, cerca de 5.000 euros.

combat grilos 2

A "tradição" dos combates remonta à dinastia Tang, quando pela primeira vez percebeu-se que, na cidade de Sidian, província de Shandong na China, há grilos conhecidos por seu tamanho e agressividade.

Características, de acordo com os chineses, fundamentais para o esporte. Naquela época, os imperadores tomavam as decisões mais importantes com base na luta. Com o tempo, essa prática questionável tornou-se um verdadeiro negócio porque os cidadãos, para fazer o máximo de dinheiro possível, saem à caça de grilos todos os anos.

combatt grilos 3

Estima-se que, de uma forma ou de outra, quase todas as famílias chinesas estejam envolvidas neste combate que tem os grilos como protagonistas. Neste ramo comercial há quem trabalhe na captura os insetos, quem lide com as lutas, quem organize os eventos e os investimentos.

Sidian é, portanto, o maior mercado de grilos no norte da China e os mais habilidosos podem ganhar mais de 15 mil euros em apenas um mês. O comércio tornou-se tão lucrativo nos últimos anos que o número de insetos que vivem na área ao redor da cidade está diminuindo consideravelmente.
 
Mas os grilos não são os únicos animais maltratados pelo homem, começando pela pecuária, passando pelo show dos macacos no circo. Somente os cachorros e os gatos se salvaram das mãos do Homo sapiens, e olhem lá!

A mídia chinesa e vários ambientalistas vêm tentando aumentar a conscientização sobre o assunto, lutando para acabar com esses combates, mas, por enquanto, os lucros vêm ganhando qualquer batalha.

Fotos: Kim Kyung-Hoon/ Reuters