Leão-marinho puxa menina pra água, veja por quê não se deve alimentar animais selvagens

  • atualizado: 
Leão-marinho menina

Em poucas horas o vídeo que mostra um leão-marinho puxar uma menina pra água fez o giro do mundo na web. O leão marinho é um animal perigoso? Veja o que está por trás deste fato e o por quê disso ter acontecido.

O vídeo foi feito por acaso, no porto da British Columbia, no Canadá por um aluno, Michael Fujiwara, que estava no Steveston Fisherman Wharf.

A primeira parte mostra o leão-marinho se aproximar para ser alimentado pelas pessoas presentes, na segunda parte, uma criança que está sentada no cais é puxada pelo animal, através da sua roupa, um vestido.

Susto, gritos e terror, mas prontamente o avô da menina se joga na água e a salva imediatamente. Onde está o leão marinho? Desaparece, mostrando claramente que não tinha intenção de prejudicar a criança.

Mas então o que aconteceu?

Os leões-marinhos não são animais agressivos ou violentos, mas são simplesmente selvagens e não podem ser tratados como animais de estimação e nem mesmo como se fossem bichinhos fofos, de pelúcia.

Eles podem chegar a atingir grandes dimensões, às vezes até mais de dois metros de comprimento e 300 quilos de peso e, normalmente se alimentam de peixes e mariscos.

A criança, no entanto, estava jogando comida, provavelmente pão, o que nós sabemos muito bem que é absolutamente proibido tanto naturalmente como em parques aquáticos (que devem abolir esta prática).

Pode ser, portanto, que o leão-marinho tenha feito o que fez por estar ansioso por mais alimento e, o fato de ele ter deixado imediatamente a criança, mostra que ele não iria machucá-la.

No entanto, dado o seu tamanho grande, o animal poderia ter lhe machucado, o que felizmente, não aconteceu.

Infecção grave

Apesar de não ter havido ferimento, a priori, grave, hoje, 26, noticiou-se que a menina adquiriu uma infecção rara e perigosa, conhecida como "seal finger". Ela pode ter sido contaminada pela bactéria Mycoplasma phocacerebrale e começou a ser tratada com antibióticos para evitar complicações sérias. 

O vídeo abaixa mostra as consequências que o hábito de alimentar animais selvagens pode causar, um gesto que parece inofensivo e até de amor, mas que pode ter impacto a longo prazo sobre o comportamento animal.

Leia mais sobre animais:

seta

MAMÃES ORANGOTANGO AMAMENTAM SEUS FILHOS ATÉ OS 9 ANOS: RECORDE ENTRE OS PRIMATAS

setaGOLFINHO → 10 CURIOSIDADES SOBRE ESSE ANIMAL TÃO ALEGRE

TUDO SOBRE ELEFANTES: ESPÉCIES, CURIOSIDADES, HABITATS E MUITO MAISseta