Abaixo-assinado Fuleco: petição pede a criação do Parque Nacional do Tatu-bola

petição pede a criação do Parque Nacional do Tatu-bola

O nosso querido tatu-bola está há mais de 10 anos na lista dos animais em extinção. O risco é devido ao intenso desflorestamento e à caça em seu habitat natural, a Caatinga, que atualmente é o bioma menos preservado do país. A sua escolha como o mascote oficial da Copa do Mundo de 2014 é uma oportunidade única para chamar a atenção do mundo inteiro para a preservação desta espécie.

E para tentar mudar este triste cenário, Felipe Melo, pesquisador da Universidade Federal de Pernambuco criou um abaixo-assinado online onde pede à Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que se comprometa imediatamente com a criação do Parque Nacional do Tatu-Bola no nordeste do Brasil. Felipe também é um dos estudiosos que desafiaram a FIFA e o governo brasileiro a transformarem mil hectares de Caatinga em área protegida para cada gol marcado na Copa, isso equivaleria a aproximadamente 1.500 km2 de áreas protegidas, considerando a média da competição.

A petição feita por Felipe Melo pede para que honrem com os investimentos prometidos aos “Parques da Copa” – em 2011. O governo brasileiro havia anunciado investimentos da ordem de US$ 275 milhões para 47 áreas. Atualmente o número de áreas beneficiadas foi reduzido para 16 e apenas 2% do investimento foi divulgado e repassado às unidades.

A petição ainda pede pela ampliação do sistema de áreas protegidas da Caatinga e pela conclusão e publicação do Plano de Ação para a Conservação do Tatu-bola. O Governo Brasileiro se comprometeu a evitar a extinção da espécie até 2020.

Atualmente a petição conta com mais de 90 mil apoiadores. Clique aqui e assine você também a petição. Ajude o Brasil a virar esse jogo!