Aconteceu na Copa: um cachorro encontra seu dono depois de andar 800 km 

cachorro encontra seu dono depois de andar 800 km

A Copa do Mundo no Brasil tem também histórias bacanas. David Bewick, Ben Olssen, Adam Burns, e Pete Johnston são quatro torcedores do futebol inglês que planejaram ir a pé, de Mendoza, Argentina, para Porto Alegre, para ver a Copa do Mundo.

O projeto de caminhar os 2.000 km para ir à Copa se chama Walk to the World Cup, mas a verdadeira notícia é que ao fazer o longo percurso, a equipe ganhou um novo membro. Trata-se de um cachorro da raça mais linda do mundo: a vira-lata que começou a seguir a turma depois dos primeiros 1200 km da viagem.

Os garotos lhe deram o nome de Jefferson, convencidos de que, mais cedo ou mais tarde o cachorro lhes deixariam para voltar para casa. Jefferson, no entanto, não o fez e os seguia dia após dia.

No final deram-lhe uma camiseta e o cachorro tornou-se oficialmente o quinto membro da equipe.

Deste ponto em diante porém, a história toma um rumo diferente. Nas milhas e milhas de distância, na verdade, um homem chamado Ignacio Etchetchury está a dias preocupado com o desaparecimento de Negro, seu cão fiel.

Tudo se tranquiliza quando um de seus amigos lê em um artigo na página facebook de Walk to the World Cup e reconhece o peloso desaparecido. Então, envia uma mensagem para os rapazes ingleses no Facebook, para avisá-los de que Jefferson realmente não era um cão abandonado. Os torcedores ingleses, felizes por seu amigo, decidem continuar com ele até que seu dono chegue ao Brasil de ônibus para levá-lo para casa.

Esta é a verdadeira história de Jefferson / Negro, o cão que viajou 800 Km para a Copa do Mundo.