Conheça os morcegos que "preferem" sangue humano!

  • atualizado: 
diphylla-ecaudata

Quem não se divertiu com histórias de vampiros ou até sentiu medo vendo filmes do Conde Drácula na sombria Transilvânia? Por causa dessa história fascinante, há gente que morre de medo de morcegos, achando que eles atacam serem humanos para sugarem o seu sangue. Mas, segundo um novo estudo, o Brasil pode "disputar" com a Romênia o posto de "terra dos vampiros".

Cientistas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) descobriram que o morcego da espécie Diphylla ecaudata, conhecido como "morcego-vampiro-de-perna-peluda", alimenta-se de sangue humano. Essa espécie é uma das três espécies de morcego-vampiro do mundo, encontrada no continente americano.

O que os cientistas descobriram é que o mamífero começou a se alimentar de sangue humano em decorrência da degradação do ecossistema local, provocada, claro, pelos seres humanos.

O biólogo Enrico Bernard, do Departamento de Zoologia da UFPE, diz que o habitat do morcego-vampiro é uma caverna do Parque Nacional de Catimbau, localizada a 300 quilômetros de Recife. O parque tem cerca de 2 mil cavernas e é umas das últimas áreas de caatinga do Brasil.

Por que eles "preferem" sangue humano?

Os cientistas analisaram 15 amostras de DNA dos morcegos-vampiros e descobriram que em três delas havia DNA humano. "O ambiente externo foi degradado, os animais que o morcego-vampiro se alimentava foram mortos. Em um cenário de pouca comida, eles passaram a se alimentar de sangue humano", explicou Bernard.

A presença de humanos facilitou o novo tipo de alimentação dos morcego-vampiros, devido à escassez de grandes aves, seu alimento habitual. Eles aproveitaram a presença humana para se alimentarem e compensarem a sua perda. A dose de sangue de que os morcegos precisam é equivalente a uma colher, obtida em seus voos noturnos.

Entretanto, o morcego-vampiro não passou a se alimentar apenas de sangue humano: galinhas também passaram a ser suas presas.

Os Dyphilla ecaudata processam a gordura encontrada no sangue de suas presas, mas, no caso do sangue humano, eles encontram alta dose de proteína, já que o sangue é bem mais espesso e rico desse nutriente.

Não é preciso entrar em pânico

Bernard comenta que ninguém deve entrar em pânico achando que os morcegos vão começar a atacar humanos. O único problema que pode haver é de saúde pública, já que os morcegos podem transmitir algumas doenças, como a raiva. "Os morcegos transmitem uma série de doenças. Se essa espécie está se alimentando de sangue humano, enfrentamos um problema de saúde pública potencial", explica Bernard.

A pesquisa do grupo da UFPE foi publicada na revista "Acta Chiropterologica", a mais importante do mundo sobre morcegos.

A ação do homem acaba voltando-se contra ele mesmo. O impacto das actividades humanas nos processos ecológicos locais podem, agora, tornar-se um problema de saúde pública, já que os morcego-vampiros incluíram o sangue humano como seu alimento.

Especialmente indicado para você:

COMO E PORQUE ATRAIR MORCEGOS PARA O SEU JARDIM

O ESPECTÁCULO DA MAIOR COLÔNIA DE MORCEGOS DO MUNDO

Fonte foto: Diphylla ecaudata em New Scientist