Goiânia é a segunda capital a proibir o foie gras

foie gras

Cada vez mais, as pessoas se dão conta de que os maus-tratos animais devem ser banidos. Depois de São Paulo, Goiânia é a segunda capital a proibir a produção e o comércio do foie gras.

A “iguaria” francesa é obtida através da alimentação forçada de patos ou gansos com o uso de instrumentos que inserem o alimento diretamente do estômago do animal: funis, tubos de plástico, pvc e outros.

A lei 9.818/2016, que entrou em vigor há dois dias (16), esclarece que o comércio na cidade está proibido ainda que a produção do foie gras venha de outro local e se aplica a todo e qualquer estabelecimento comercial da capital de Goiás.

A multa para quem desrespeitar a lei é de 5.000 unidades de valor fiscal de Goiânia e o responsável ainda poderá sofrer sanções como cancelamento o da licença comercial e a interdição do local que possuir estoque de foie gras.

Cada vez mais, as pessoas se dão conta de que luxo é outra coisa, não é comer foie gras nem tampouco usar artigos de grife feitos de sofrimento animal como são os artigos de pele exótica. O consumidor também está cada vez mais consciente dos métodos de produção desumanos, poluentes e evitam comprar quando tomam conhecimento das marcas que usam trabalho escravo etc. 

Um mundo melhor é possível. Chique é respeitar as pessoas, os animais e o planeta em que vivemos.

Ótima notícia. Parabéns Goiânia.

Leia também:

setaBLUMENAU TAMBÉM PROÍBE PRODUÇÃO DE FOIE GRAS

seta

PREFEITO HADDAD SANCIONA LEI QUE PROÍBE FOIE GRAS E PELE DE ANIMAL EM SÃO PAULO

seta

CAMPANHA CHOCANTE MOSTRA A CRUELDADE POR TRÁS DE ARTIGOS DE LUXO

Fonte: Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal FNPDA