Um rato virtual para por fim aos testes em animais

rato virtual para por fim aos testes em animais

Adeus aos experimentos dolorosos e cruéis sobre os seres vivos. Pesquisadores do projeto Human Brain, liderados pelo professor Marc-Oliver Gewaltig, estão trabalhando em um método de pesquisa alternativa sem animais. Trata-se de um rato virtual que será o modelo exato, transportado no computador, de um rato real. O projeto pode por fim aos testes em animais.

Até o momento, a equipe já conseguiu mapear 200.000 neurônios no cérebro do rato, relacionando-os com os pontos correspondentes do corpo que lhes forem estimulados. Por exemplo, tocando os bigodes do rato virtual, se ativa a parte correspondente ao córtex sensitivo do rato.

"Replicar em entrada e em saída o motor sensorial, é uma das melhores maneiras de se mover em direção a um modelo de cérebro pormenorizado, análogo ao cérebro real", diz Gewaltig, certo de que a construção de um organismo virtual é um exercício de integração de dados e que somente isto poderia fornecer uma maneira de avaliar - e promover - a nossa compreensão do cérebro.

Rato virtual

O cérebro de um rato tem 75 milhões de neurônios, por isso ainda há muito trabalho a se fazer, mas os pesquisadores estão coletando dados de forma rápida e a primeira versão do software será lançado em abril. Para conseguirem realizar este projeto, os pesquisadores estão integrando vários tipos de dados neste modelo para torná-lo ricamente estratificado. Enquanto isso, os avanços na tecnologia tornam o modelo cada vez mais realista.

O software estará disponível para os cientistas do mundo todo.