Crime ambiental: aves silvestres são apreendidas no Rio de Janeiro

Crime ambiental

Dia 23 de março foi um dia importante na luta contra o comércio ilegal de animais silvestres no Brasil. Isso porque o CPAM – Comando de Policiamento Ambiental do Estado do Rio de Janeiro, em uma operação intitulada “Liberdade”, autuou em uma feira livre do município de Queimados, estado do Rio, pessoas que comercializavam aves silvestres.

Na ação foram identificadas 12 pessoas que retiravam as aves do habitat natural e as levavam para que fossem comercializadas na feira. Todo o transporte e a distribuição desses animais também era feito de forma irregular. O mais impressionante é a lista de apreensões, que inclui pássaros ameaçados de extinção, como os sanhaços, os pichanchões, o tiê-sangue e os canários da terra.

As pessoas que cometem esse grave crime ambiental poderão ser punidas conforme a Lei Federal 9.605 - de Crimes Ambientais. A previsão é de seis meses a um ano de reclusão e multa.

Os animais silvestres são capturados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, mas a principal rota de transporte desses animais está no sentido da região Nordeste para a Sudeste, onde está a maior parte do público consumidor: Rio de Janeiro e São Paulo.

O papagaio é a ave mais vendida no Brasil e no exterior. Depois dele vêm as araras, os periquitos, micos, tartarugas e tucanos.

Parece muito legal ter animais silvestres em casa, parece ser coisa de quem ama a natureza. Mas quem ama a natureza sabe que o lugar que o bicho mais gosta de ficar é no seu habitat natural, e não nas casas das pessoas. Além disso, ter animais silvestres como bichos de estimação é ilegal, conforme a Lei nº 9.605/98. Ter estes animais em casa também pode ser perigoso, os amimais podem transmitir doenças como a malária, a febre amarela e viroses desconhecidas.

Para não estimular este comércio ilegal e tampouco incorrer em penas por possuir animais silvestres, ame estes animais em seus habitas naturais e deixe-os viverem felizes.

Se vir ou souber da venda de animais, certifique-se de que se trata de animais silvestres pertencentes à fauna brasileira e faça uma denúncia através da Linha Verde, telefone de denúncias do Ibama: 0800 – 61- 8080 e também pelo e-mail: [email protected]

Fonte foto: Stock.Xchng