Aves conseguem prever tempestades

Aves conseguem prever tempestades

Pesquisadores fizeram análises sobre os pássaros mariquita-d'asa-amarela (Vermivora chrysoptera), que foram encontrados voando fora de sua rota mais tradicional. Então chegaram a uma conclusão incrível: eles estavam desviando de uma poderosa tempestade que espalhou uma dúzia de tornados e matou 35 pessoas.

Os pesquisadores estavam fazendo testes se os pequeninos pássaros poderiam sobreviver no processo de migração entre a América Central e a do Sul, por meio de um geolocalizador em suas costas.

Ao longo do estudo dos dados apurados, pesquisadores encontraram algo estranho com cinco dos pássaros que estavam sendo monitorados: quatro deles desviaram sua rota pela Carolina do Norte, Geórgia e desceram rumo à Flórida, antes da tempestade. Um quinto pássaro seguiu pela costa da Flórida até Cuba, antes de retornar à sua rota, nas montanhas do Tennessee. Isso foi tido como estranho pelos estudiosos, já que esses pássaros não são conhecidos por tal comportamento, mas sim, pelo fato de obedecer a uma rota clara, marcando seu território e criando seus filhotes.

Primeiro, achavam que se trataria de um erro de posicionamento, mas depois, ao rever os dados, não acharam nada que atestasse isso. Foi então que buscaram por uma explicação alternativa.

Anteriormente, se chegou a acreditar que tais pássaros sentiam determinados elementos naturais como ventos e temperatura para detectar tempestades, mas agora chegaram a um consenso de que o som que as mudanças do clima provocam levam os animais a fugir para proteção.

Conhecidas como ondas de infrassom, ou seja, inferiores a 20 Hz, não são audíveis ao homem, mas plenamente captáveis por aves como as mariquitas-d'asa-amarela. Com o aumento previsto da gravidade e frequência de tempestades semelhantes, bem como as alterações climáticas, compreende-se que as respostas comportamentais para tais eventos, vinda destes animais e em grande escala, será um importante objetivo de pesquisas futuras.

Fonte foto: wikipedia.org