Nirvana felino: os gatos nos braços de Buda

Nirvana felino

Enquanto os seres humanos buscam a iluminação no caminho para o nirvana, estes gatos fazem profundos cochilos nos braços das estátuas de Buda, onde encontraram um lugar perfeito e acolhedor para relaxarem.

Mas será que os gatos fazem isso porque têm uma ligação "especial" com o budismo? Não exatamente, até porque muitos gatos foram observados enquanto repousavam, e até mesmo dormiam, sobre as estátuas de mármore de imperadores romanos ou figuras mitológicas que não têm nada a ver com o Buda ou o budismo.

Parece, então, que as próprias estátuas, independentemente de sua "associação", exercem uma certa atração para os gatos. Eles podem ser atraídos pelas formas antropomórficas das estátuas? Quem sabe...Certamente estas, têm algumas vantagens em relação ao modelo de carne e osso "orgânicos", como o fato, por exemplo, de que as estátuas nunca irão se levantar para ir ao banheiro, incomodando o soninho felino.

Muito mais concretamente, no entanto, tal como explicado pelo WebEcoist, é provável que o comportamento derive do fato de que as grandes estátuas de pedra ou de metal se aqueçam durante o dia e retenham o calor, enquanto outras superfícies tendem a se resfriarem. E os gatos, você sabe, gostam de lugares bem quentinhos :)

Leia também: Leões, iguana, lula, escorpião e outros: os vencedores do Wildlife Photographer of the Year 2014