A Terra está atingindo o seu limite irreversível: os 9 eventos que estão nos levando ao colapso

  • atualizado: 

Nosso planeta está caminhando para um ponto sem retorno e, se medidas urgentes e drásticas contra a crise climática não forem tomadas, nossa civilização estará em sério perigo.

Um grupo de pesquisadores fez um balanço da situação e afirma que as mudanças nos sistemas ambientais terrestres são já irreversíveis: estamos em um estado de emergência planetária e muitas áreas da Terra serão inabitáveis ​​em breve.

9 eventos que estão nos levando ao colapso

A equipe, liderada por Timothy Lenton, professor de mudança climática e ciência do sistema terrestre na Universidade de Exeter, no sudoeste da Inglaterra, identificou nove eventos interconectados que estão nos levando ao colapso.

Isso inclui o

  • desmatamento na Amazônia,
  • a redução do gelo marinho do Ártico,
  • a destruição de recifes de coral em larga escala,
  • o derretimento das calotas polares da Groenlândia e
  • da Antártica Ocidental,
  • o degelo do permafrost,
  • a desestabilização das florestas boreais
  • a acelerada perda de gelo na Bacia de Wilkes, na Antártica Oriental
  • a desaceleração das correntes oceânicas.

clima alarme

Tratam-se de eventos que terão um efeito cascata sobre a crise climática. Por exemplo, o Ártico está se aquecendo pelo menos duas vezes mais rápido que a média global; o derretimento do gelo marinho do Ártico está contribuindo ainda mais para esse aquecimento.

Por sua vez, o aumento da temperatura determina um maior degelo do permafrost no Ártico, o solo que normalmente permanece congelado durante todo o ano e que, descongelando-se, libera dióxido de carbono e metano na atmosfera, alimentando ainda mais o aquecimento global. Um verdadeiro círculo vicioso que acelera cada vez mais as mudanças climáticas.

A ideia de que mais cedo ou mais tarde a Terra chegaria a um limite irreversível não é nova e já foi introduzida há cerca de 20 anos pelo grupo intergovernamental das Nações Unidas sobre mudanças climáticas (IPCC).

Na época, pensava-se que as mudanças seriam irreversíveis se as temperaturas ultrapassassem 5°C em comparação com as registradas na era pré-industrial.

Hoje, os dados dos relatórios mais recentes do IPCC sugerem que o clima é muito mais sensível do que se pensava e que o limite irreversível poderia ser alcançado mesmo após um aumento de temperatura entre 1 e 2°C.

As temperaturas médias globais já estão 1°C mais altas do que na era pré-industrial e continuam a aumentar: se as temperaturas subirem mais de 2°C em relação aos níveis pré-industriais, um efeito dominó devastador pode ocorrer.

O acordo de Paris estabeleceu uma meta para limitar o aquecimento da Terra a 1,5°C, mas, de acordo com um relatório recente das Nações Unidas, os países não estão fazendo o suficiente: mantendo o ritmo atual, as temperaturas aumentarão 3,2°C até 2100.

Segundo a Organização Meteorológica Mundial, em 2018 os gases de efeito estufa atingiram níveis recordes e não há sinais de seu declínio a curto prazo.

Act Now

A situação não é nada animadora faz absolutamente necessária uma ação internacional urgente para reduzir as emissões, desacelerar a elevação do nível do mar e manter o aquecimento a 1,5°C.

Quanto tempo temos para implementar essas medidas e tentar nos salvar? Segundo os cientistas, zero.

Talvez te interesse ler também:

ÓLEO DO NORDESTE: AGORA SÃO 800 LOCALIDADES E O PROBLEMA ESTÁ LONGE DE TER SOLUÇÃO

A QUE PONTO CHEGAMOS! ESTABELECIMENTO NA ÍNDIA VENDE DOSES DE OXIGÊNIO!

11.000 CIENTISTAS ADVERTEM: A CRISE CLIMÁTICA VAI PROVOCAR UM SOFRIMENTO INCALCULÁVEL

Fonte foto

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!