Canadá lança o maior programa comercial de captura de carbono do mundo

Canadá lança o maior programa comercial de captura de carbono

O Canadá irá lançar o primeiro projeto de captura de carbono em escala comercial, em uma unidade industrial que é alimentada por carvão. O projeto deve ter início ontem e será acompanhado atentamente, dado o seu caráter ambicioso de eliminar 90% das emissões de carbono dessas instalações.

O que é o Projeto de Captura de Carbono?

Projeto de Captura de Carbono, ou CCS, em inglês, pretende, em linhas gerais, promover uma captura do dióxido de carbono presente em uma série de combustíveis fósseis – no caso canadense o carvão – utilizados por usinas de energia, fábricas de cimento e afins, de modo a colocá-lo em reservas de gás e de petróleo já desativadas, ou ainda em locais de armazenamento abaixo do nível da terra. Esses projetos vêm crescendo desde 2010, mas até o momento isso não ocorria de forma comercial - o que o Canadá deverá mudar, com essa iniciativa pioneira, lançada na usina de Boundary Dam, província de Saskatchewan.

A captura pode ser feita por meio da filtragem de gás carbônico de usinas a carvão, por meio do aprisionamento de dióxido de carbono, impedindo-o de ser liberado na atmosfera. Assim, o CO2 “sequestrado”, passa por processos químicos, de modo a serem liquefeitos e armazenados.

Polêmicas relacionadas ao Projeto de Captura de Carbono

Entretanto, ambientalistas não se mostram tão esperançosos quanto aos impactos ambientais da injeção de CO2 em forma líquida no subsolo, ou no fundo de oceanos, pelo fato de não ser algo ainda comprovadamente seguro.

Segundo ONGs como o WWF, deveria haver essa certeza, antes que se invistam bilhões de dólares nessas iniciativas. Afinal, e se o CO2 resolver vazar? Como fica o meio ambiente?

Os objetivos do Projeto de Captura de Carbono Canadense

Busca-se com o projeto, demonstrar a viabilidade econômica, técnica e ambiental, para a geração de energia de carbono, com projetos de CCS.

Além disso, pretende-se reduzir as emissões de gases do efeito estufa, em aproximadamente um milhão de toneladas anuais e apoiar o desenvolvimento de regulações e políticas de CCS no âmbito industrial.

Por que capturar e armazenar carbono do carvão? Segundo SaskPower, a empresa responsável pelo projeto canadense, o CCS é importante para tornar a termelétrica menos agressiva ao meio ambiente. O carvão mineral é uma das fontes de energia mais baratas que existe. Como a perspectiva é de aumento do uso do carvão até 2030 – algo na ordem de um crescimento em 65% - o projeto é uma forma de mitigar a quantidade de gases que seriam liberados na atmosfera. A expectativa da empresa é que o projeto Boundary Dam transforme o Canadá em um líder global em captura e armazenamento de carbono.

Leia também: EUA pretendem reduzir as emissões de CO2 no setor energético