Óleo no Nordeste: Sergipe decreta situação de emergência

  • atualizado: 
Óleo no Nordeste

Em edição extra do Diário Oficial, no último sábado (5), o presidente Jair Bolsonaro determinou o reforço nas investigações das manchas de óleo no litoral do Nordeste. Segundo o texto, os ministérios da Justiça e Segurança Pública e do Meio Ambiente deverão apresentar, nesta segunda-feira (7), um plano de atuação das duas pastas para o caso.

De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o óleo já atinge 128 localidades, de 61 municípios. A Praia do Futuro, em Fortaleza, uma das mais turísticas de Ceará, está imprópria para o banho e a Superintendência Estadual do Meio Ambiente afirmou que o consumo de frutos de mar da região não é recomendado.

Como informou a EBC, no Sergipe, mais de 40 quilômetros de praia estão poluídos. Dada a gravidade da situação, a Defesa Civil Estadual decretou situação de emergência e o governo estadual criou um gabinete de crise neste sábado (5). O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, chega ao estado nesta segunda-feira, segundo disse pelo twitter.

As investigações estão sendo conduzidas por diversos órgãos do governo, como a Polícia Federal, o Comando da Marinha, o Ibama e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Icmbio). A Petrobras também integra o processo e já afirmou, a partir de análises das amostras coletadas nas praias, que o material é um composto de petróleo cru que não veio dos navios ou plataformas brasileiros.

Talvez te interesse ler também:

O MISTERIOSO DERRAMAMENTO DE ÓLEO QUE ESTÁ DEIXANDO PÁSSAROS E TARTARUGAS EM AGONIA NO BRASIL

MATERIAL ENCONTRADO EM 39 PRAIAS É DERIVADO DE PETRÓLEO, AFIRMA MMA

MORTE DE ANIMAIS E DESTRUIÇÃO DE VEGETAÇÃO NATIVA: OS IMPACTOS DA ENERGIA EÓLICA

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!