Países insulares pedem socorro. Sobrevivência em risco

  • atualizado: 
Palau-pais-insular

A crise climática atingiu as Nações da Ilha do Pacífico, fazendo com que mais de 1,7 milhão de pessoas tenham que se deslocar de seus lares. Países desenvolvidos são chamados a ajudar com seus recursos, assim como o que visa evitar que as temperaturas subam ainda mais. Veja como podemos ajudar!

De acordo com a notícia publicada no site Global Citizen, todos nós também somos chamados a ajudar, mas o apelo principal é para que os países ricos acabem com os subsídios aos combustíveis fósseis e invistam pesadamente em energias renováveis.

Uma Declaração da Crise Climática foi assinada pelos Líderes do Fórum de Desenvolvimento das Ilhas do Pacífico (FIDC), alertando sobre a injustiça em que se encontram. Segundo eles, os países insulares contribuem menos para as mudanças climáticas e são os que mais sofrem com as consequências.

Conforme alertou a notícia, as Nações das Ilhas do Pacífico estão na linha de frente da mudança climática. O aumento do nível do mar fez com que muitos perdessem suas terras, assim como a erosão costeira e as tempestades causaram e continuam causando destruições.

Um exemplo citado foi o arquipélago da ilha de Tuvalu, onde o nível do mar apresenta-se quatro vezes maior que a média global. A previsão é que até 2050, milhares de ilhas tornem-se inabitáveis, se nada for feito.

Essas Nações por si só, não tem condições de se adaptarem às mudanças climáticas, pois teriam que construir edifícios e estradas resilientes, muros marítimos, sistemas de água e saneamento, os quais são extremamente caros. Por este motivo, o acordo climático de Paris apela para que os países ricos ajudem a financiar essa adaptação em todo o mundo.

A Organização das Nações Unidas, conseguiu destinar US$ 5,2 bilhões para 111 projetos, por intermédio do Fundo Verde para o Clima. O diretor regional do grupo de defesa ambiental 350.org, alertou em sua declaração:

“O futuro coletivo dos povos do Pacífico depende de nós sermos capazes de reagir contra a indústria de combustível fóssil que alimenta esta crise climática, e para soluções equitativas e justas centradas nas pessoas - é isso que está no coração desta importante declaração internacional”.

A declaração das Nações das Ilhas do Pacífico, soa como um pedido de socorro de pessoas desesperadas por perderem suas terras por causa dos hábitos de muitos que nem sequer se dão conta dessa situação. Cabe a nós compartilhar essa notícia e nos mobilizar para convencer os mais abastados a investirem nessa causa.

Talvez te interesse ler também: 

REFUGIADOS: A CULPA DA CRISE MIGRATÓRIA É (TAMBÉM) DO AQUECIMENTO GLOBAL

A CRISE CLIMÁTICA EM UMA IMAGEM: DEGELO ATÍPICO NA GROELÂNDIA IMPRESSIONA O MUNDO

ETIÓPIA: MILHÕES DE ÁRVORES PLANTADAS EM 12 HORAS PARA SALVAR O PLANETA

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!