Ouça o som assustador do gelo na Antártida

  • atualizado: 
som antártida

Um verdadeiro grito de dor, a lamentação produzida pelas vibrações do gelo antártico. Os pesquisadores registraram o lento zumbido gerado pelas forças do vento cruzando a paisagem congelada da plataforma de gelo Ross na Antártida.

A frequência detectada é muito baixa para o ouvido humano ouvir naturalmente, mas quando é acelerada em cerca de 1.200 vezes, o que surge é um som perturbador dentro do isolamento polar fúnebre.

“É como se eu tocasse uma flauta constantemente na prateleira de gelo”, disse o geofísico e matemático Julien Chaput, da Universidade do Estado de Colorado.

Chaput e sua equipe não iniciaram seus estudos pensando em criar a trilha sonora de um filme de terror. O objetivo da pesquisa foi aprender mais sobre as propriedades físicas da plataforma de gelo Ross, a maior laje flutuante da Antártida (e do mundo), tão grande quanto a Espanha.

Enquanto o mundo continua a se tornar catastroficamente mais quente, as docas antártidas começam a se despedaçar. Para entender melhor as forças envolvidas, Chaput e seus colegas enterraram 34 sensores sísmicos sob a camada de neve profunda no tipo do gelo da plataforma de gelo Ross.

pesquisa antartida

Os sensores monitoraram a estrutura da plataforma de gelo desde o final de 2014 até o início de 2017. Quando a equipe analisou os dados, descobriu que a cobertura de neve, conhecida como camada de “fogo”, que isola o gelo abaixo dela, sofre constante movimentação devido à exposição ao vento.

“Descobrimos que a plataforma de gelo canta quase constantemente em frequências de 5 ou mais ciclos por segundo”, explicam os autores.

Segundo os pesquisadores, variações na força do vento (devido a eventos como tempestades) e mudanças na temperatura do ar, podem afetar a camada de neve e o tom do zumbido detectado.

Uma vez transformado em um som audível ao ouvido humano, eis o som produzido:

Estudar como essas vibrações se comportam e evoluem com o tempo pode nos ajudar a aprender mais sobre como as camadas de gelo estão reagindo a um mundo em constante aquecimento.

Segundo os cientistas, a dissolução Firn é geralmente considerada um dos fatores mais importantes na desestabilização de uma plataforma de gelo.

Este é um momento crucial para este tipo de pesquisa, porque o gelo nas regiões polares sofre grandes mudanças que os glaciologistas estão monitorando. E sua “música” é outro meio disponível para os cientistas acompanharem essas enormes transformações.

Uma música que nunca gostaríamos de ouvir…

Este estudo foi publicado originalmente na Geophysical Research Letters.

Talvez te interesse ler também:

EPISÓDIO CATASTRÓFICO: GELO DERRETE EM REGIÃO MAIS FRIA DO ÁRTICO

EM 25 ANOS PERDEMOS 3 MIL BILHÕES DE TONELADAS DE GELO NA ANTÁRTICA. ELEVAÇÃO DO NÍVEL DO MAR À VISTA

800 MIL ANOS DE MUDANÇA CLIMÁTICA RESUMIDOS EM UM VÍDEO

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!