Conheça o potencial de destruição da bomba H testada pela Coreia do Norte

A Coreia do Norte declarou, nessa quarta-feira (6), ter feito um teste com uma miniatura de bomba de hidrogênio. O anúncio deixou não somente a comunidade internacional alarmada, como também a científica, devido ao alto poder de destruição do artefato.

A bomba de hidrogênio, conhecida como bomba H, tem um potencial de destruição mil vezes superior ao da bomba atômica, o que pode ter provocado um tremor de terra na região e, inclusive, no Brasil, segundo registro do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (Obsis). A potência do teste é equivalente a um terremoto de magnitude 5.1 na escala Richter.

Só para se ter uma ideia, um megatom, que é um milhão de toneladas de dinamite, pode destruir um raio de 50 km. A bomba H tem dezenas de megatons.

O anúncio da Coreia Norte aumentou a tensão internacional devido ao seu isolamento na relação com outros países, o que favorece o regime totalitário do governo de seu líder, Kim Jong-un.

Mesmo após várias nações condenarem o teste com a bomba H, cinco outros países já o fizeram anteriormente: Estados Unidos, a extinta União Soviética, Reino Unido, França e China.

ONU convoca reunião de emergência

O Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) convocou uma reunião de emergência para essa quarta-feira (6), após o anúncio do teste com a bomba H pela Coreia do Norte. A reunião, que foi realizada a portas fechadas entre os 15 países-membros, foi convocada por Estados Unidos e Japão, segundo informação da porta-voz da missão norte-americana na ONU, Hagar Chemali.

O teste foi anunciado como exitoso pela Coreia do Norte e considerado uma etapa importante para o desenvolvimento do programa nuclear do país. “O primeiro teste com bomba de hidrogênio da República foi realizado com sucesso às 10h [hora local] do dia 6 de janeiro de 2016, baseado na determinação estratégica do Partido dos Trabalhadores”, anunciou a televisão estatal. O êxito da operação precisa, ainda, ser reconhecido pela pela comunidade internacional.

A grande preocupação da comunidade internacional é o desenvolvimento do programa nuclear da Coreia do Norte, que alega que, enquanto os Estados Unidos se opuserem politicamente ao país, não será interrompido.

Leia também:

NÃO APENAS GUERRA E TERRORISMO: 2015 FOI TAMBÉM UM ANO DE BOAS NOTÍCIAS

AS 12 CATÁSTROFES QUE AMEAÇAM A HUMANIDADE

Fonte e foto: agenciabrasil