Tragédia humana e ambiental em Mariana - MG

Ontem, quinta-feira, 5, na linda cidade histórica de Mariana-MG, no distrito de Bento Rodrigues, romperam-se duas barragens de rejeitos de mineração da mineradora Samarco, causando uma enxurrada de lama que inundou casas e levou tragédia aos moradores da região.

Números

Uma morte foi confirmada e outros números ainda não são oficiais mas o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Extração de Ferro e Metais Básicos de Mariana estima que entre 15 e 16 pessoas estariam mortas, 45 desaparecidas e centenas desabrigadas.

Saúde e meio ambiente

As causas do acidente ainda não foram esclarecidas e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e de Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad) criou um comitê para averiguação e avaliação da situação. Um inquérito civil também será instaurado para responsabilizar os culpados pelo acidente.

Segundo o geólogo Luiz Paniago Neves do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), o rejeito de minério de ferro seria inofensivo para a saúde humana e a barragem do Fundão, onde o acidente aconteceu, seria classificada como de baixo risco de dano potencial, pois seria bem gerida e com documentos em dia. A mineradora teria sido fiscalizada há dois anos e nenhum problema teria sido notado (2 anos atrás!!!).

Para o meio ambiente, ainda conforme o geólogo, o acidente não causaria contaminação ambiental. Se o rejeito liberado pelo acidente chegasse ao leito de um rio, o consumo de sua água não teria implicações para a saúde pois este rejeito é considerado inerte e inofensivo. Os rejeitos seriam rochas com pouca quantidade de ferro resultante da mineração.

As informações acima, dadas pelo geólogo para o portal G1, são, no mínimo, duvidosas, e os danos ao ambiente poderão ser percebidos mais cedo ou mais tarde. Existe o medo de que a lama seja muito tóxica pois, teria como componente os reagentes químicos normalmente usados na mineração.

Como ajudar

Exploram nossas riquezas públicas em busca de enriquecimento privado e na hora de um acidente, os moradores inocentes da região se veem na situação de desabrigados de suas casas. Enquanto não se verificam as causas, as culpas, os danos, etc, estas pessoas precisam de ajuda. Doações são bem-vindas no centro de convenções de Mariana, na Rua Juscelino Kubistchek e nos endereços abaixo:

Na internet as hashtags #ForçaMariana e #ForçaBentoRodrigues movem uma campanha com mais 600 compartilhamentos. Esta é página do Estado de Minas no Facebook que apoia a campanha.

Outro evento no Facebook é o “Mutirão de doação para os atingidos pelo rompimento da barragem da Samarco”. Clique aqui para participar.

Em Ouro Preto as pessoas podem doar pessoalmente nos seguintes endereços:

- República Doce Veneno – Endereço: Rua Argemiro Sanna, 21 – Bairro Barra. Telefone: 31 3551-3816
- República Snoopy – Endereço: Rua Conde de Bobadela ( Rua Direita), 159 – Bairro Centro. Telefone: 31 3552-2859
- República Palmares – Endereço: Campus Universitário, 4º ala, casa C – Bairro: Vila Operária. Telefone: 31 3551-3372

Outros pontos de recolhimento dos donativos em Mariana:

- ICSA (Instituto de Ciências Sociais Aplicadas) – Endereço: Rua Catete, 166 – Bairro Centro
- ICHS ( Intituto de Ciências Humanas e Sociais)- Endereço: Rua do Seminário, s/n – Bairro Centro

Fonte fotos: Estado de Minas