Plantio de eucaliptos aumenta riscos de deslizamentos

Plantio de eucaliptos

Uma pesquisa de doutorado feita por Viviane Regina Algarve, utilizando tecnologia do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), constatou que a substituição da vegetação natural das encostas das Serras do Mar e da Mantiqueira, SP, pelo plantio de eucalipto irá aumentar o volume de chuva sobre as regiões mais altas e também elevar os riscos de deslizamentos de terra durante a estação das chuvas, entre os meses de dezembro e fevereiro.

O Projeto Temático de Algarve recebeu o nome de “Assessment of impacts and vulnerability to climate change in Brazil and strategies for adaptation option”.

“Observamos que a mudança da vegetação natural por eucalipto nas encostas das Serras do Mar e da Mantiqueira altera as trocas de energia entre a superfície e a atmosfera, modificando o padrão de circulação de vento que ocorre entre o vale e a montanha e, em razão disto, o transporte de calor e umidade para o topo das serras”, disse Regina Alvalá, pesquisadora do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e orientadora do estudo, à Agência FAPESP.

Isso ocorre porque o eucalipto tem vegetação de alto porte, absorvendo muita radiação, alterando os balanços de energia e de água com a superfície e a atmosfera, o que aumenta o volume das chuvas.

O plantio de eucalipto é uma discussão que tem permeado várias esferas da sociedade brasileira, todos criticando a intenção de alguns setores de expandir a vegetação de eucalipto por conta do aumento de demanda por celulose e madeira. As plantações de eucalipto estão sendo expandidas nas encostas íngremes nessas duas regiões da Serra do Mar e da Mantiqueira.

Os pesquisadores analisaram séries históricas de chuvas no período de 1961 a 1990 de 25 estações meteorológicas distribuídas por municípios localizados próximos das Serras do Mar e da Mantiqueira para chegar as suas conclusões: Observamos que, embora as alterações mais significativas no volume de chuvas tenham ocorrido sobre as áreas mais elevadas das Serras do Mar e da Mantiqueira, também houve um aumento do número de episódios de chuvas em algumas áreas na região do Vale do Paraíba”, afirmou Alvalá.

A colheita constante do eucalipto, que cresce rápido, em dois ou três anos, deixa o solo exposto à chuva, o que aumenta a taxa de erosão, que pode ocasionar deslizamentos de terra com muito mais frequência.

Portanto, para evitar deslizamentos de terra nesta, e em qualquer outra região, é importante não abusar do plantio de eucaliptos

Leia também: Desastres naturais desabrigam mais que guerras

Fonte foto: wikipedia.org