Programa incentiva sustentabilidade em comunidade indígena

Programa incentiva sustentabilidade em comunidade indígena

No Amazonas, bem à margem esquerda do Rio Negro, há uma comunidade muito especial. Trata-se de Três Unidos e se localiza à 60 km de distância de Manaus. Esse local tem escrito uma nova história, através da combinação entre educação e sustentabilidade. Vamos conhecer um pouco mais sobre essa história de sucesso.

Com recursos de investimento da iniciativa privada, a instituição Fundação Amazonas Sustentável criou nessa área um núcleo de sustentabilidade e conservação, visando a educação formal das pessoas, com a oferta de cursos que complementem a formação dos estudantes, tanto os do ensino fundamental quanto os do ensino médio.

Este núcleo é formado por uma escola, além de cinco salas de aula, com alojamento de professores e de alunos – vale destacar que ambos permanecem, de segunda à sexta-feira no local – biblioteca e refeitório. A Samsung foi responsável pela construção e manutenção do lugar. Com a iniciativa de parcerias com empresas, a Fundação reúne outras 7 companhias, a fim de criar núcleos de sustentabilidade e conservação ambiental no interior das APA – Áreas de Proteção Ambiental – do estado do Amazonas.

Os resultados do trabalho? não poderiam ser melhores! Os estudantes de Três Unidos vêm sendo aprovados no vestibular – feito inédito até esse momento para os membros da comunidade. Outro exemplo é que em 2013 a Fundação registrou 6 alunos que finalizaram o ensino médio. Em 2014 foram 22 estudantes matriculados no terceiro ano do ensino médio, um aumento de quase 400%.

É muito bom saber de iniciativas como essa, sobretudo se pensarmos que antes a principal atividade econômica de Três Unidos era a extração de madeira, a fim de produzir espetinhos para churrasco. Hoje, o que movimenta a economia da área é o turismo, provando que com empenho e dedicação, podemos mudar o destino de muitos brasileiros, e cuidando do meio ambiente.

Fonte foto: Stock.Xchng