Shell pagará € 70 milhões para pescadores pelo vazamento de petróleo no Delta do Níger

Shell pagará € 70 milhões para pescadores no Delta do Níger

Quem polui paga? Shell deve pagar 84 milhões de dólares pelos danos ambientais causados às comunidades de agricultores e pescadores do Delta do Níger que processaram a empresa anglo-holandesa. Trata-se da consequência da poluição causada pelo derramamento de petróleo da multinacional em 2008, e que fez surgir um verdadeiro mar negro na Nigéria.

Os advogados negociaram um acordo para pagar US$ 3.300 para cada um dos 15.600 habitantes das aldeias do Delta do Níger. A Shell irá fornecer mais US$ 30 milhões, que será parte de um fundo para as comunidades locais.

A Shell admitiu suas falhas: os derramamentos de petróleo foram causados por oleodutos defeituosos, mas não deixou de salientar que grande parte da poluição é causada por roubo e sabotagem.

Para finalizar a história a favor dos habitantes do Delta do Níger, foram necessários 6 anos de esforços dos advogados. A Shell terá agora que pagar pelo dano ambiental causado na Nigéria.

Seis anos atrás, teriam sido verificados dois vazamentos provenientes dos oleodutos da Shell. A empresa reconheceu que o vazamento era realmente maior do que as estimativas iniciais. O acordo agora feito evita que a Shell seja obrigada a se apresentar ao processo na Alta Corte de Londres em maio de 2015.

A Shell não só deverá compensar os moradores, mas também comprometeu-se a limpar as áreas poluídas, com operações previstas para começar dentro de um par de meses. A esperança é que isto tenha um efeito positivo sobre a comunidade Bodo e outras comunidades do Delta do Níger que foram afetadas pelo derramamento. Portanto, se espera que as operações de recuperação ambiental nestes locais comecem em breve.

Leia também: Garota de 13 anos descobre a solução para limpar os vazamentos de petróleo no mar