Excesso de CO2 no ar impede as árvores de crescerem rapidamente

Excesso de CO2 no ar

As árvores crescem mais lentamente quando há excesso de CO2 no ar? Durante muito tempo, os especialistas acreditavam que uma maior presença de dióxido de carbono na atmosfera aumentava o crescimento da árvore.

Um novo estudo publicado na revista Nature sugere no entanto que, as árvores nas florestas tropicais de todo o mundo não estão crescendo mais rapidamente, ainda que os níveis de CO2 na atmosfera tenham aumentado por causa das emissões poluentes.

Se o excesso de CO2 não está ajudando as árvores, poderia então danificá-las? Peter van Slen, da Universidade de Wageningen, na Holanda, juntamente com uma equipe de pesquisadores holandeses, analisou mais de mil árvores antigas de 12 espécies diferentes em Bolibia, Tailândia e Camarões.

Não encontraram nenhuma evidência de que o CO2 possa acelerar o crescimento das árvores, um fenômeno que a comunidade científica teria dado anteriormente como verdadeiro. De acordo com estes pesquisadores, os resultados obtidos neste estudo podem questionar o que se acreditava até agora.

Esta seria mais uma peça do quebra-cabeça, mas não uma prova definitiva do que acontece com as árvores das florestas tropicais devido à poluição e às alterações climáticas. Supõe-se que as árvores mais antigas das florestas compartilhem o CO2 com as árvores mais jovens, em vez de usá-lo para acelerar o seu crescimento.

Os próximos experimentos, que serão realizados no Brasil, vai tentar entender como a presença de CO2 pode afetar o crescimento das árvores, com monitoramentos especiais. Se a hipótese de CO2 compartilhado for confirmada, nós teremos que aprender uma lição sobre sharing economy com as nossas amigas árvores.

Leia também: Não, a árvore mais antiga do mundo não foi cortada