Peru: ativistas do Greenpeace pedem ação de autoridades em COP20 ONU

Peru: ativistas do Greenpeace

A COP20 - 20a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima – realizada em Lima, capital do Peru recebeu um reforço de peso para chamar a atenção. O evento, organizado pela ONU tem sido acompanhado com bastante proximidade por ambientalistas, como membros do Greenpeace e outras ONGs.

Desde a véspera do evento – dia 30 – membros da famosa organização vindos do Brasil, Argentina, Chile, Espanha e Alemanha vêm pedindo pela eliminação do uso de combustíveis fósseis, direcionando a mensagem às autoridades, de modo a adotarem um rumo inovador, para chegarmos aos 100% de energia limpa, até o ano de 2050. O nome da ação é “Hora de agir pelo clima”.

A manifestação exigiu disposição dos ativistas, já que desde as primeiras horas da manhã subiram 3 mil degraus, bem íngremes, ao longo de Machu Picchu, para chamar atenção de todos e projetar diversas imagens com palavras de ordem, em seus idiomas nativos. O local escolhido “Wayna Picchu”, ou “o Templo do Sol” foi para marcar a importância do Sol como fonte renovável de energia e como pode ser um grande aliado do desenvolvimento sustentável das nações.

Como China e EUA assumiram publicamente o compromisso para agir no combate às mudanças climáticas, a esperança de adesão e comprometimento de novas nações aumenta – sobretudo o Brasil, que ainda escapa às discussões. O maior desejo dos ativistas do Greenpeace é que sejam adotadas metas importantes para ser cumpridas até o ano de 2025.

O evento COP20

Esse encontro, criado pela Organização das Nações Unidas, reúne 194 nações e suas respectivas autoridades. Em 12 dias, até 12 de dezembro, o COP20 visa trazer novas perspectivas e clareza sobre como poderá ser encarada a questão do fim do uso de combustíveis fósseis, bem como o dinheiro investido em pesquisa pela busca de fontes renováveis e o aporte de recursos para os países em desenvolvimento também conseguirem sair da situação de dependência do combustível fóssil.

Até março de 2015, cada um dos países envolvidos na COP20 deverá entregar à ONU suas contribuições para o avanço do aquecimento global no planeta. Como a busca é por efeitos palpáveis até 2025, a cada 5 anos os objetivos serão revisados.

Brasil e COP20

O país tem um papel fundamental nas discussões sobre clima, uma vez que é o sexto maior emissor de todo o planeta. Além disso, para a próxima década, o PDE (Plano Decenal de Energia) do Governo Federal prevê que cerca de 70% dos investimentos do setor energético ainda serão voltados aos combustíveis fósseis. É sempre importante destacar que, atualmente, o setor de energia representa 30,2% do total de emissões brasileiras.

Leia também:

Greenpeace pede desculpas pelos danos causados em sítio arqueológico no Peru

COP20 e o aquecimento global: esperança ou catástrofe?

Fonte fotos: greenpeace.org