Por que a poluição atmosférica é tão prejudicial à vida na Terra?

poluição atmosférica

O Sol, como todos sabemos, é o centro de nosso sistema solar – como o próprio nome diz. Com isso, é responsável pela manutenção da vida na Terra – entre outros fatores de relevância. Afinal, se não houvesse luz e calor em nosso planeta, a vida provavelmente não existiria. Isso tudo também pode ser afirmado sobre o Carbono, você já parou para pensar nisso?

O excesso de Carbono na atmosfera

Para o meio ambiente é fundamental que haja na natureza um ciclo completo de Carbono, afinal, a sobrevivência de todos os ecossistemas depende disso. A palavra-chave desse processo é: equilíbrio, para que o Carbono presente na atmosfera seja absorvido e se converta em oxigênio.

Contudo, nos últimos anos, há questões que têm preocupado os ambientalistas: com o aumento da poluição, a quantidade de Carbono na atmosfera, é ser cada vez maior. Isso faz com que o processo entre em desequilíbrio e a natureza não consiga absorvê-lo plenamente. Resultado? Esses gases permanecem em suspensão na atmosfera, acumulando-se e formando uma camada em volta da superfície do planeta. Sabe qual o efeito disso? O famigerado aquecimento global, pois essa camada de gases abafa a superfície do planeta, e faz com que o calor fique concentrado, mantendo a temperatura em elevação. Não à toa é também chamado de efeito estufa. Mas você sabe como acontece o Ciclo do Carbono e sua relação com o Sol? Vejamos a seguir.

O Ciclo do Carbono

foto: wikipedia.org

Um dos sistemas necessários à vida no planeta é o chamado Ciclo do Carbono. O Carbono é o elemento químico sobre o qual se baseia os organismos, ou seja, a vida em si, depende exatamente do Carbono. Não por acaso, segundo cientistas e astrônomos, trata-se do quarto elemento mais abundante de todo o universo.

O próprio corpo humano é totalmente baseado em Carbono, o que também ocorre com a fauna e a flora, e até os minerais. O nome Ciclo do Carbono é dado por conta do próprio ciclo dos átomos de tal componente, nos organismos de plantas, animais, de mares e da própria atmosfera.

A própria respiração se trata de um Ciclo do Carbono, porque não se trata apenas de inalar oxigênio, mas também de exalar gás carbônico. Esse ‘resíduo’ é liberado, ao final da respiração, porque houve um processo de captura do oxigênio absorvido, que produz o dióxido de carbono e água, nas células.

Ciclo do Carbono e Fotossíntese

Mas e aí? O que ocorre com esse Carbono produzido na respiração? Bem, o Ciclo do Carbono se completa, quando há a fotossíntese! Isso mesmo. Não se pode esquecer, por exemplo, que os humanos e os outros animais participam da questão da fotossíntese, ao liberar dióxido de carbono, que será capturado por plantas, que gerarão oxigênio, através, justamente, da luz solar.

Leia também: Mudança climática e aquecimento global: os pobres sofrerão mais

Fonte foto: freeimages.com