Philippe Layat, o agricultor francês que resiste à expropriação de terras para a construção de um novo estádio

Philippe Layat

Philippe Layat é um agricultor francês que resiste há sete anos à desapropriação de terras pretendida pela Grand Lyon, Lyon Group e pela Companhia Olympique Lyonnais para a construção do faraônico Stadium of Light que irá substituir o antigo Stade de Gerland, em Lyon.

Agora, com 59 anos de idade, o agricultor está fazendo sua última luta para salvar as terras em que sua família viveu por gerações. A construção do novo estádio em Lyon é apoiado pelo Governo francês para o Campeonato Europeu de Futebol em 2016.

O Grand Lyon propôs ao agricultor a recompra de parte de suas terras de nove hectares, por 1 euro o metro quadrado. Um roubo descarado que demonstra a pesada especulação imobiliária em torno do estádio.

Seu advogado entrou com mais de dez recursos ao Conselho Constitucional, mas todos eles foram engavetados e as escavadeiras entraram em suas terras, sob a supervisão da polícia, no mês passado, porque o Tribunal Administrativo local tinha anulado a declaração de utilidade pública do local, o que permite a sua expropriação imediata.

Os agricultores da região de Lyon juntaram-se a Layat com alguns protestos e ocupação das terras, o que até então porém, ainda não surtiu efeito.

Na web, uma petição fora criada para apoiar Layat e em um curto espaço de tempo foram recolhidas milhares de assinaturas. Layat deve ir para a Delegacia de Polícia de Bron no dia 03 de novembro, e talvez só então saberemos qual será o seu destino. 80 agricultores franceses sofreram a expropriação de terras para a construção do novo estádio em Lyon e só Layat conseguiu resistir até agora.

A construção de um novo estádio é realmente mais importante do que o destino de 80 agricultores que perderam suas terras?

Como se vê, não é só no Brasil que estas coisas acontecem. É muito amor ($) ao futebol, não é gente?

Leia mais: Em Detroit a crise se combate plantando árvores

Fonte foto: lemonde.fr