Flores no campo para reduzir o uso de agrotóxicos!

  • atualizado: 
flores no campo

Sabemos que o uso de pesticidas nas plantações, além de ser prejudicial à nossa saúde, agride também o meio ambiente. Com base nisso, pesquisadores e empresas conscientes desse mal, buscam alternativas naturais e eficazes para diminuir e, quem sabe até eliminar, os pesticidas da agricultura. 

Uma dessas alternativas é o cultivo de uma faixa de flores silvestres ao redor das plantações, para que as flores possam atrair predadores naturais das pragas que as destroem.

A Inglaterra e a Suíça foram os primeiros países a testar essa alternativa. Na Inglaterra foram plantadas 15 faixas de flores silvestres, uma em cada exploração agrícola. Dentre as espécies de flores cultivadas nessas faixas, foram utilizados o malmequer-bravo, o trevo-violeta, a Centaurea nigra e a cenoura-brava. Já na Suíça as flores utilizadas foram a centáurea, o coentro, o trigo-sarraceno, as papoilas e o aneto.

As faixas de flores silvestres foram plantadas ao redor dos campos para que moscas-das-flores, vespas parasitóides e escaravelhos terrestres (predadores naturais), não consigam alcançar o centro das grandes explorações agrícolas. Essas faixas ficam a uma distância de 100 metros umas das outras, possibilitando aos predadores naturais atacarem pulgões e outras pragas que podem ameaçar as plantações centrais.

A largura dessas faixas é de 6 metros e elas ocupam apenas 2% da área do campo, sendo monitoradas ao longo de um ciclo de rotação completo, desde o inverno até a primavera. A ideia dos autores desse estudo é a de que os predadores controlem as pragas de ano a ano, para que não haja mais surtos e com isso não seja mais necessário pulverizar os campos com pesticidas.

Essa necessidade se dá pelo fato da quantidade de pesticidas utilizados na agricultura ter aumentado absurdamente para atender a demanda da população. No entanto, essa prática além de perigosa, é um tanto equivocada, pois segundo Bill Parker, diretor de investigação do Agriculture and Horticulture Development Board, os pesticidas são utilizados até mesmo quando não há pragas identificadas.

Por isso, é essencial uma mudança cultural na agricultura não só por parte dos agricultores, mas principalmente das empresas que visam apenas o lucro com a venda de pesticidas e pior, negam sistematicamente que seus produtos causam danos ao meio ambiente e à saúde.
A própria ONU já comprovou os danos que esses produtos causam, bem como diversos pesquisadores e cientistas que lutam contra essa prática.

Eles concluíram que a faixa de flores oferece uma alternativa viável aos inseticidas, pois realça o potencial elevado de esquemas agroambientais adaptados, contribui para a intensificação ecológica e incentiva mais agricultores a adotarem essas novas práticas.

Além de tudo, flores são sempre bem-vindas, não é mesmo? Ainda mais se puderem nos ajudar a melhorar a nossa saúde e salvar o meio ambiente! Vamos compartilhar essa ideia? “Vejo flores em você…”

Talvez te interesse ler também:

SOJA + AGROTÓXICO = EXTERMÍNIO DE ABELHAS EM CIDADES GAÚCHAS

ANGELO E VALERIO, OS AGRICULTORES ITALIANOS QUE ESTÃO CRIANDO UM MERCADO DE SEMENTES ANTIGAS PARA COMBATER TRANSGÊNICOS E MULTINACIONAIS

WORLD SOIL DAY: COMO ESTAMOS ENVENENANDO O SOLO SEM PERCEBER

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!