Adivinha quem é contrário à legalização da maconha

quem é contrário à legalização da maconha

Nos Estados Unidos, um grupo contrário à legalização das drogas leves sustenta que a maconha é perigosa. Na verdade, escreve The Nation, trata-se apenas de defesa do próprio interesse.

Alguns destes lobbies, entre os quais a Community anti-drug coalition of America e a Partnership for drug-free kids, recebem financiamentos das indústrias farmacêuticas que produzem opiáceos sintéticos, como o OxyContin. O abuso deste fármaco causa 16.000 mortes ao ano. Outros, como o ProjectSam, têm interesse nos centros de reabilitação e em programas de recuperação. Além de temer a concorrência da cannabis como alternativa aos analgésicos, estes grupos não querem perder seus financiamentos federais que recebem por organizar atividades de prevenção ao uso de drogas. "Um círculo vicioso alimentado por quem especula sobre o fluxo de dinheiro produzido pelas leis proibicionistas", conclui a revista.

Enquanto isso, em 9 de julho o estado de Washington concedeu a primeira licença para vender maconha pra fins recreativos. É o segundo estado americano, depois do Colorado, a autorizar a venda de drogas leves para uso não terapeutico.