Agricultura familiar abastecerá escolas do DF, garantindo saúde às crianças

  • atualizado: 
agricultura familiar

A alimentação das crianças é uma das principais preocupações dos pais, mães e cuidadores quando se trata de merenda escolar. Agora, uma iniciativa da Emater com o governo do Distrito Federal poderá representar um grande avanço na qualidade dos alimentos consumidos pelas crianças nas escolas. A ideia, já em vigor, traz alimentos saudáveis da agricultura familiar para a merenda escolar, favorecendo o desenvolvimento dos alunos.

A iniciativa da Emater-DF

Conforme relata a extensionista rural Bruna Hechler, a nova iniciativa é um acordo entre a Emater-DF (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rual do Distrito Federal) com o próprio governo estadual da região. O projeto possibilita que produtores enquadrados na agricultura familiar possam fornecer alimentos para a merenda escolar no Distrito Federal.

Serão “7 tipos de frutas e 15 tipos de hortaliças”, segundo a extensionista rural. Dentre eles, é possível citar a batata-doce, a abobrinha, brócolis, alface, abacate, goiaba, maracujá e diversas outras. Todas farão parte da alimentação dos alunos já em 2017.

Bruna Hechler frisa ainda que a iniciativa garante inúmeros benefícios tanto para os alunos quanto para os produtores, pois, enquanto os alunos comerão alimentos novos e saudáveis (entregues pelos produtores na noite anterior), os produtores terão saída de sua produção, vendendo os alimentos para o governo com o preço de mercado.

Isso é um passo importante não somente para a redistribuição de mercado, mas também para a saúde das próprias crianças, uma vez que a procedência dos alimentos será totalmente natural.

Os benefícios da agricultura familiar

A agricultura familiar é capaz de trazer inúmeros benefícios sociais e também para a saúde. Sua essência consiste em organizações agrícolas, pesqueiras e florestais gerenciadas exclusivamente por uma família, formada tanto por homens quanto mulheres.

A diferença fundamental da agricultura familiar com relação à agricultura convencional está justamente nos métodos adotados para o cultivo de alimentos. Enquanto as grandes agroindústrias apostam na utilização de agrotóxicos e variadas químicas para favorecer o desenvolvimento de suas produções e garantir lucro, a agricultura familiar foca em um método saudável, quase sempre livre de qualquer tipo de química durante a produção.

Consequentemente, a agricultura familiar é capaz de produzir alimentos saudáveis que trarão os benefícios da absorção de seus nutrientes. Em fase escolar, as crianças serão extremamente favorecidas, uma vez que terão acesso a alimentos que auxiliarão no seu desenvolvimento.

Como referência, a agricultura familiar hoje em dia abastece cerca de 60 a 70% do consumo interno brasileiro de toda agricultura.

Especialmente indicado para você:

setaDINAMARCA – O PRIMEIRO PAÍS QUE, POR LEI, SÓ TERÁ AGRICULTURA ORGÂNICA

setaAGRICULTURA SUSTENTÁVEL: 7 PROPOSTAS PARA UM FUTURO ECOLÓGICO

setaESCOLAS PÚBLICAS DO RJ ADOTAM ALIMENTOS ORGÂNICOS NA MERENDA