Pequenos agricultores negligenciam os efeitos dos agrotóxicos

Agrotóxicos são mesmo muito perigosos, para o meio ambiente, as águas, os animais, a biodiversidade e, claro, principalmente para quem os aplica. Porém os produtores rurais da agricultura familiar, apesar de entenderem os agrotóxicos como “venenos” não usam os equipamentos de proteção individual (EPI) como deveriam.

Uma pesquisa de campo feita pelo Núcleo de Apoio à Pesquisa (NAP) do Centro de Estudos Rurais e Urbanos (CERU) da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, realizado em municípios do Vale do Ribeira, entre 2013 e 2014, resultou no estudo “Representação e práticas de utilização de produtos agroquímicos na pequena agricultura familiar do Vale do Ribeira – Estado de São Paulo – Brasil”.

O Vale do Ribeira foi selecionado pela pesquisa dada a relevância da agricultura familiar na região à qual fazem parte os municípios com os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) no estado de São Paulo, além das condições precárias de saneamento, habitação e altos índices de analfabetismo, todos fatores decisivos para determinarem o inadequado manejo de agrotóxicos.

A conclusão é de que há falta de um trabalho educativo específico para a conscientização dos riscos e a adoção da prática de uso dos EPIs. Em paralelo também foi destacada a pouca formação sobre as possibilidades reais de contaminação de águas e solos pelo uso dos agrotóxicos assim como os cuidados com a lavagem e descarte de embalagens, fontes de contaminação adicional.

Através de um levantamento sobre o uso dos agrotóxicos e suas implicações seja no meio ambiente quanto na própria saúde dos agricultores, a pesquisa de campo também teve como objetivo o trabalho de difusão dos conceitos e práticas sobre a saúde do trabalhador, o uso adequado do EPI e a preservação ambiental, pois, apesar de saberem de forma geral que os agrotóxicos são venenos perigosos, muitos não sabiam nada ou quase nada sobre intoxicações e contaminação.

É preciso informar e educar para preservar seja a saúde destes trabalhadores, como a água, o ar e o solo em que eles trabalham.

10 PRODUTOS NOCIVOS À SAÚDE E AO AMBIENTE, CRIADOS PELA MONSANTO