Brasileiro José Graziano é reeleito diretor-geral da FAO

José Graziano diretor-geral da FAO

Conhecido no Brasil por ter sido Ministro Extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome no governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva, e de ter criado o renomado internacionalmente Programa Fome Zero, José Graziano da Silva, foi reeleito diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla em inglês).

Graziano foi candidato único, sendo reconduzido ao cargo com 177 dos 182 votos dos países presentes na 39° Conferência da FAO, em sua sede na cidade de Roma, Itália.

No comando da entidade desde o ano de 2012, Graziano ficará mais quatro anos no cargo, ou seja, até julho de 2019. Depois da votação, o agora reeleito diretor-geral (posto mais elevado da FAO), realizou um breve discurso, no qual reafirmou o compromisso da entidade em trabalhar para erradicar a fome e a desnutrição no mundo.

De acordo com dados da própria FAO, o mandato de Graziano possui marcas importantes, como o aumento da capacidade institucionais da entidade, além de ampliar a colaboração com parceiros externos, conseguindo fornecer mais apoio para a cooperação Sul-Sul, entre países em desenvolvimento.

O ex-presidente Lula participou da Conferência Bienal da FAO desde sua abertura no dia 6 – terminando no próximo dia 13 – abrindo a conferência com um discurso em que defende as políticas sociais brasileiras e o fato de que o país conseguiu fazer com que milhões deixassem a miséria extrema.

“Pela primeira vez, há uma geração de brasileiros que cresce sem conhecer o drama da fome. A fome não é um fenômeno natural, mas sim um fenômeno social que é resultado de um desequilíbrio nas estruturas econômicas dos países”, disse o ex-presidente brasileiro. Outros que também discursaram na abertura da FAO, foram o presidente de Itália, Sergio Mattarella, e a presidenta do Chile, Michelle Bachellet.

Todos reconhecendo os esforços de Graziano e suas ações no Brasil em prol do fim da fome aqui e no mundo.

Leia também: FAO homenageia países que se destacaram na luta contra a fome