Pequenas grandes transmissoras: as formigas carregam e espalham doenças

Quem já não ouviu a avó dizer que formiga faz bem para a vista? Realmente dá muita pena jogar um alimento fora porque uma formiga passeou por ele. Mas será mesmo que vale a pena ignorar esses pequenos seres?

As formigas, assim como nós, adoram uma guloseima. Que mal há, afinal, em comer algo por onde uma formiguinha tenha passado? Saiba, agora, por que as formigas são insetos tão nojentos quanto as baratas.

Seres onipresentes

Devido ao seu minúsculo tamanho, já que as formigas podem medir de 10 a 2 mm de comprimento, elas conseguem entrar praticamente em qualquer lugar. Quando vistas em um microscópio, o corpo de uma formiga possui pelos e cerdas nos quais habitam diversos tipos de bactérias.

Esses seres passeiam por diversos lugares, como casas, hospitais, ruas, centros cirúrgicos, vasos de planta, restaurantes, ou seja, são praticamente seres onipresentes.

Um estudo publicado na Revista de Saúde e Biologia e divulgado pelo Diário de Biologia informa que as formigas, por serem animais muito ágeis, carregam e espalham facilmente bactérias incrustadas em suas patinhas.

O estudo descreve sete tipos de vírus e fungos encontrados nas patas de formigas hospitalares, os quais são causadores de doenças como: gripe, tuberculose, verminoses, alergias, intoxicações alimentares, vômitos e diarreias. Elas são capazes, inclusive, de modificar os resultados de exames por causa do rastro de sujeira e germes que deixam.

Como elas habitam lugares imundos (lixo, chão, fezes e animais em decomposição), as formigas são agentes transmissores de doenças cuja responsabilidade nós nem imaginaríamos que poderia ser atribuída a elas.

Uma outra pesquisa, realizada na Universidade de São Paulo (USP), mostrou que não apenas a nossa saúde mas, também, os alimentos que consumimos são alterados por causa das formigas.

Como evitar as formigas?

O biólogo Lucas Moura explica que se deve manter a casa limpa, sem migalhas e restos de comida expostos para evitar as formigas. Além disso, os cantinhos e buraquinhos por onde elas passam devem ser limpos com sabão ou detergente. Não deixe, também, lixo acumulado em casa.

Hábitos de higiene são fundamentais para manter os lugares livres de formigas e, portanto, evitar que elas propaguem doenças. Elas podem ser muito fofinhas à primeira vista, mas quando vistas de perto podem ser verdadeiros monstrinhos para a nossa saúde.

Mesmo assim, todo respeito à elas, cada um tem seu papel na biodiversidade. Para evitar problemas, a solução é mante-las longe de casa, para o bem de todos: delas e nosso.

Talvez te interesse ler também:

É preciso salvar todos os insetos para salvar a existência humana

Como acabar com as formigas em casa e no jardim

Panda Ant: nem panda, nem formiga…é uma vespa!

É doutora em Estudos de Linguagem, já foi professora de português e espanhol, adora ler e escrever, interessa-se pela temática ambiental e, por isso, escreve para o GreenMe desde 2015.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook