Vivienne Westwood: se você não puder comprar orgânicos, coma menos!

Vivienne Westwood orgânicos

Talvez, a primeira impressão que o título desta notifica dê, seja a de uma dondoca rica que não tem nada de interessante para dizer. Mas não é bem assim. Vivienne Westwood aconselhou a comer menos, no caso de não poder comprar tudo orgânico, ou seja, coma menos, mas coma com qualidade. O conceito é o de se gastar dinheiro com consciência: reduzindo, ou mesmo eliminando, a compra de grandes quantidades de alimentos embalados, como salgadinhos e afins, permitindo que com o dinheiro economizado, se compre alimentos mais saudáveis, como frutas e legumes de origem orgânica, que de fato, custam mais.

Segundo a famosa estilista, as pessoas devem "comer menos" para se darem ao luxo de comprar alimentos orgânicos. Sua declaração foi dada em referência ao apoio que a estilista dá à uma petição contra os alimentos geneticamente modificados no Reino Unido.

OGM não são a resposta para o aumento da produção de alimentos ou para acabar com a fome no mundo.

Ao escolher quais alimentos comprar, Vivienne Westwood aconselha a seguir uma regra, por assim dizer, rigorosa: "Se o governo diz que é bom, esta é a certeza de que na realidade, não o é" A ícone da moda ao ser entrevistada pela BBC Radio, onde aconselhou a optar por alimentos orgânicos e alimentos não-transgênicos, fora questionada pelo fato de que nem todos podem se dar ao luxo de comer orgânicos, no que Vivienne respondeu que, neste caso, a pessoa deveria comer menos, mas comer melhor.

Dino Sofos, que entrevistou a estilista, apontou que muitas pessoas na Grã-Bretanha não podem pagar nem mesmo o mínimo pelos alimentos, tendo que comer em instituições de caridade.

A questão é certamente muito complexa. Como já dissemos, é verdade que os preços dos orgânicos são mais altos, mas ao mesmo tempo, é possível comprar diretamente do agricultor em feiras locais. E se começarmos realmente a dar preferência pelos alimentos não produzidos em larga escala, a lei da oferta e da procura, devagar, deve fazer com que os preços abaixem. Contudo, a nosso ver, a ideia de Vivienne não é tão absurda quanto a primeira vista pode parecer. Para, por exemplo, economizar na alimentação, que tal comprar menos carne que é um produto que custa caro? Escolha especialmente frutas, legumes e verduras como base de sua alimentação predominante, restringindo a carne, que além de mais cara, pode ser consumida em quantidade muito menor do que aquela a que o brasileiro está acostumado.

Leia também: Nem vegetariano nem carnívoro, ou seja, demetariano

“Se houvesse um movimento para produzir mais alimentos orgânicos e menos comida "horrível", o alimentos orgânicos provavelmente teriam melhores preços, você não acha?" - disse Westwood.

Ouça aqui a entrevista da Vivienne Westwood na BBC Radio sobre orgânicos e transgênicos.

Leia também:

Depoimento de Vivienne Westwood para a PETA: economize água, tornando-se vegetariano

Como reconhecer se o alimento é mesmo orgânico?